DRAFT5

Prévia: Ao lado da FURIA e com confiança em alta após FLASHPOINT, MIBR estreia na ESL Pro League Americas

Em momento positivo, equipes brasileiras tentam seu primeiro título do ano

Prévia: Ao lado da FURIA e com confiança em alta após FLASHPOINT, MIBR estreia na ESL Pro League AmericasFoto por: Arte/DRAFT5
Diante da situação atual de pandemia por conta do Coronavírus, vários campeonatos de CS:GO sofreram alterações ou foram cancelados. A ESL Pro League Season 11 passou por essas alterações, mudando seu evento de presencial para online e passando a dividir as regiões da Europa e Américas pela questão do ping. Diante das alterações, algumas equipes deixaram o torneio, enquanto outras passaram por alterações internas que impediram a participação.

A divisão das regiões gerou também uma divisão no início das datas de realização, com a edição europeia já tendo começado, inclusive com a Astralis Natus Vincere  finalizando em primeiro lugar dos grupos A e B, respectivamente. Já o grupo C da FaZe Clan de Marcelo "coldzera" David terá início nesta quinta(26) assim como  edição americana.

Diante da falta de opções para compor sua edição da região norte-americana, a ESL optou por convidar Swole Patrol e MIBR para as vagas que restavam, totalizando seis equipes na disputa. O anúncio surpreendeu o público, já que o MIBR é uma equipe fundadora da liga FLASHPOINT, concorrente direto da ESL. O time estará junto da FURIA Esports como representantes do Brasil na competição.

O campeonato terá formato de todos contra todos em MD3, com os dois primeiros do grupo avançando para a chamada final upper, enquanto terceiro e quarto do grupo vão para a final lower. O perdedor da final upper enfrenta o vencedor da final lower para definir quem vai a grande final. Essa fase de playoffs também será disputada em MD3, com a grande final sendo MD5. O torneio tem início nesta quinta(26), e contará com uma premiação total de $219 mil.

OS PARTICIPANTES

MIBR
FURIA
Liquid
100 Thieves
Evil Geniuses
Swole Patrol

alt MIBR chega confiante após vencer grupo B da FLASHPOINT | Foto: Beyond The Summit


Última a se juntar à lista de equipes participantes do campeonato, o MIBR vive um momento de confiança e paz. A equipe se recuperou na FLASHPOINT e engatou três vitórias seguidas. Entre os oponentes não estavam as melhores equipes do mundo, mas destaca-se a vencedora da DreamHack Open Anaheim, Gen.G. O time tem testado jogo em todos os mapas, alterando o seu veto a cada confronto.

A equipe mostrou muita força ao atropelar Chaos e Envy na Overpass, mostrando que a leitura de jogo para rotações tem sido precisa. Com rating de 1.26, o grande nome a se destacar nesse período tem sido Fernando "fer" Alvarenga. O jogador tem mostrado estar com sentidos apurados para realizar as agressões pelas quais ficou conhecido. Vito "kNgV-" Giuseppe também demonstrou grande evolução após mau início de ano.

O time brasileiro enfrentará em sua primeira partida a poderosa Team Liquid. O time responsável por campanha brilhante em 2019 chega à temporada atual com sentimento de que algo não está certo. A equipe norte-americana começou o ano sofrendo para conseguir vitórias contra a Ninjas in Pyjamas e a própria MIBR, com direito a prorrogação nos dois jogos. Em seguida foram atropelados duas vezes pela FaZe.

Jogando o IEM Katowice a equipe terminou eliminada após derrotas para G2 e Natus Vincere. Muito se comenta sobre mudanças na equipe, já que as expectativas foram elevadas ao ver o time crescer no ranking mundial fazendo campanhas memoráveis. O jogo entre as duas equipes está marcado quinta (26) às 18 horas.

A segunda representante brasileira no torneio será a FURIA, equipe que jogou poucas vezes em 2020. O time liderado por Andrei "arT" Piovezan sofreu uma primeira grande decepção no início da temporada, já que acabou sendo eliminado do classificatório para o IEM Katowice após derrota por 2 a 0 para a equipe da Gen.G.

Foto: Divulgação/Artic Invitational FURIA pouco jogou em 2020 | Foto: Divulgação/Artic Invitational


A equipe se recuperou após grande campanha na DreamHack Open Anaheim, batendo a North, e eliminando em MD3 o time da Complexity. A equipe acabou cometendo uma série de deslizes durante a grande final contra a Gen.G, e, novamente, acabou perdendo para os americanos, assim como a chance de faturar o primeiro título do ano. Em seguida veio o classificatório para o Minor das Américas, com vaga alcançada com facilidade pelo plantel brasileiro.

Assim como a MIBR, o time de Kaike "KSCERATO" Cerato parece estar muito confortável em jogos na Overpass. A equipe impressionou o cenário de CS com um belo pezinho triplo que permite observar o bomb B quase inteiro por parte dos terroristas. Os grande fraggers da equipe continuam sendo KSCERATO e Yuri "yuurih" Santos, com 1.14 e 1.19 de rating, respectivamente.


Menos destacadas no grupo, as equipes da Evil Geniuses e 100 Thieves chegam como grande incógnita para a competição. O início do ano colocou as duas equipes frente a frente em diferentes ocasiões, com uma troca de vitórias que deixa a dúvida sobre o desempenho das duas. Primeiro, na Blast Premier Spring a EG derrubou a 100 Thieves por 2 a 0, destruindo a oposição na Train, 16 a 4, e depois fazendo jogo pegado na Nuke, 19 a 16. A EG terminou eliminada do campeonato após duas derrotas para a OG.

Depois, durante o IEM Katowice, as equipes se encontram novamente. Dessa vez a EG vinha de derrota por 2 a 1 para a Liquid, enquanto a 100T havia perdido para a G2. As equipes fizeram jogo de três mapas, com a EG levando a melhor na Inferno, 16 a 12, mas sucumbindo para os australianos na Nuke e Dust 2, ambas 16 a 12. Os dois times foram personagens fortes em 2019, com destaque para os títulos da EG, mas em 2020 ainda não mostraram para o que vieram.

Fechando o grupo temos a equipe que pode ser considerada a grande zebra do campeonato, a Swole Patrol. O time atuava sob a bandeira da eUnited até o início de março, quando a organização decidiu finalizar seus contratos. Com nomes conhecidos como Edgar "MarKE" Maldonado e Ryan "freakazoid" Abadir, a equipe fracassou em todos os classificatórios do ano, e mesmo com poder de surpreender em um mapa, tende a ser o confronto mais fácil do grupo.

Para conferir todas as partidas deste e de muitos outros campeonatos não deixem de acessar a aba de próximas partidas. Você pode ainda criar uma conta de usuário e acompanhar suas equipes e torneios favoritos.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Saiba Mais Sobre

Notícias Relacionadas