DRAFT5

MIBR assume vaga da Sharks e disputará divisão americana da EPL 11

FalleN aproveitou o anúncio para explicar porque MIBR preferiu FLASHPOINT à EPL

MIBR assume vaga da Sharks e disputará divisão americana da EPL 11
ESL definiu o substituto da Sharks na ESL Pro League Season 11. A vaga que ficou sem dono por conta da desistência do time comandado por Jhonatan "jnt" Silva será ocupada por outra equipe brasileira: MIBR. O surpreendente anúncio foi feito neste sábado (21).

A participação de Gabriel "FalleN" Toledo e os companheiros na EPL acontece poucos meses após o time abrir mão da EPL em prol da disputa da FLASHPOINT, liga na qual MIBR é um dos fundadores junto com outros sete times.

A ESL se viu na necessidade de mexer na lista de participantes da EPL 11 em decorrência da pandemia de coronavírus que assola o mundo. Tudo começou quando Malta revelou sanções quanto voos oriundos de vários países da Europa, o que levou a empresa realizar a competição pela internet dividindo as equipes em América do Norte e Europa.

Posteriormente, equipes que já estavam certas na EPL decidiram por não disputar a competição. A começar por Sharks e Renegades. A organização que gere a formação brasileira achou melhor manter os atletas em casa, enquanto os australianos não se sentiram confortáveis para viajar e, com isso, foram substituídos pela Swole Patrol. Na sequência, BOOM desistiu do torneio porque o governo de Malta endurecer medidas contra coronavírus. Spirit ficou coma  vaga.

Em comunicado, FalleN deixou claro que a participação do MIBR na EPL não atrapalhará a equipe na Flashpoint. O verdadeiro aproveitou o momento para explicar porque o time optou por um torneio a outro, no início do ano: "Decidimos jogar a FLASHPOINT ao invés da EPL devido a conflito de datas e também porque, dentro da nossa organização e como jogadores, acreditamos que a FLASHPOINT tem uma estrutura melhor em termos de gerar receita para os times envolvidos, o que é importante a longo prazo".

Segundo FalleN, o convite feito ao MIBR foi dado pelo bom posicionamento do time no ranking da ESL, o qual foi criticado pelo veterano. "Acredito que nenhum organizador de torneios deve ter um ranking próprio. Isso é perigoso porque pode ser usado para dar peso aos próprios torneios mais do que os dos outros. Está no momento de ter um ranking oficial, no qual os times vão crescendo com oportunidades iguais", opinou.

A fala foi rebatida pelo vice-presidente sênior da ESL, Ulrich Schulze, que disse que FalleN estava "confundindo as coisas" já que "um ranking deve mostrar as melhores equipes, enquanto a ESL Pro Tour é uma 'corrida' que no final premia o melhor com US$ 1 milhão. Você acumula pontos jogando ESL, DreamHack e Majors. Não é para ser um ranking igual ao do HLTV".

Enquanto a divisão europeia da ESL Pro League 11 já começou, a norte-americana ainda não. O campeonato começará no dia 26 de março com MIBR estreando contra Team Liquid, enquanto FURIA duelará contra Liquid só que no dia 29.

FURIA
MIBR
Liquid
Evil Geniuses
Swole Patrol
100 Thieves

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Saiba Mais Sobre

Notícias Relacionadas