Caminho à Masters: Em baixa, INTZ Academy busca redenção após rebaixamento

Intrépidos buscam reencontrar boa forma que rendeu título da etapa de janeiro da Liga Pro

por Lucas Benvegnú / 24 de Jun de 2019 - 22:44 / Capa: Arte/Draft5
A série Caminho à Masters visa contar um pouco da trajetória das seis equipes que disputarão a partir do próximo dia 27 a Gamers Club Masters III. Apelidado de "Major Brasileiro" devido sua importância para o cenário, a GC Masters III contará com seis equipes na briga por sua respectiva fatia da premiação que nesta temporada será de R$60 mil. No terceiro episódio da série, falaremos sobre a contestada INTZ Academy, que chega desacreditada na competição após meses sem bons resultados. INTZ Academy  Victor "KENSHEX" Gomes  Daniel "danoco" Morgado  Luigi "dukka" Ciccone Patrick "detr0it" Carvalho  Rafael "rafa" Heeman Iann "and" Michels (Coach) DO BOM INÍCIO DE 2019 AO DESCENSO 2019 começou bem para a equipe de base dos intrépidos. Logo na primeira semana do ano, a composição garantiu o título da etapa de dezembro da Liga Principal da GC, assegurando vaga na etapa de janeiro da Liga Pro. Mesmo utilizando Ramon "RMN" Toledo como stand-in, a equipe surpreendeu a todos na etapa de janeiro da Dell Gaming Liga Pro Gamers Club, derrubando três das favoritas ao título: Isurus, W7M e, na grande final, a composição que contava com o núcleo da melhor equipe do Brasil em 2018, a ex-Wild.

Na etapa de fevereiro da Liga Pro, a equipe não teve tanto êxito quando na etapa anterior, mas mesmo assim conseguiu chegar às semis. Com o empolgante começo de ano, foi inevitável que as expectativas em torno da equipe aumentassem. Entretanto, março reservou um balde de água fria para os intrépidos. Sem conseguir passar das quartas da Liga Pro, a equipe precisou jogar a Relegation, onde foi derrotada para a segura o boné, sendo rebaixada à Liga Principal. Desde então, a INTZ Academy não conseguiu grandes resultados, ficando pelas quartas da seletiva aberta SA para a DreamHack Open Rio e pelas oitavas da seletiva aberta SA para a DreamHack Masters Dallas. Com instabilidades na escalação, a equipe até conseguiu se classificar para a primeira fase das finais brasileiras da Esportal Global, mas sem maiores êxitos.
Foto: Gamers Club rafa voltou à equipe pela qual disputou a GC Masters de 2018 após mudanças na escalação dos intrépidos | Foto: Gamers Club
Desde então, a INTZ Academy vem sofrendo com eliminações precoces na Liga Desafiante da GC, apesar de placares apertados. Atualmente, a composição ainda disputa a Brasil Game Cup, onde está com saldo 3-6 e a ESEA Open Brasil S31, onde está com saldo 10-3, ocupando a quarta colocação da tabela. O CONJUNTO DA OBRA No papel, a INTZ Academy tem um bom time, que aposta bastante no individualismo em momentos difíceis, pecando um pouco nos aspectos táticos. A equipe conta com Victor "KENSHEX" Gomes como In-Game Leader, enquanto Daniel "danoco" Morgado e Luigi "dukka" Ciccone executam as trades e entries.

Já Rafael "rafa" Heeman faz a função de suporte, ao mesmo tempo em que a jovem aposta Patrick "detr0it" Carvalho é responsável por ser o AWP da equipe. Iann "and" Michels completa a escalação de base da INTZ como coach. Resta saber se além do individualismo decisivo da equipe, o jogo coletivo aparecerá, sendo fator primordial para que a INTZ Academy brigue por algo neste campeonato. A CAMINHADA RUMO À MASTERS Como citado anteriormente, os intrépidos venceram a primeira etapa do ano da Liga Pro, além de terem sido semifinalistas na edição de feveiro. Em março, a equipe não pontuou por ter sido rebaixada.
INTZ Academy só conseguiu assegurar um título e uma aparição em semi na etapa semestral da Liga Pro | Arte/Draft5
Desde então, a equipe ainda não conseguiu retornar à Elite do CS:GO nacional, batendo na trave em algumas ocasiões. O MOMENTO DA INTZ ACADEMY Sem bons resultados mesmo em torneios de pouca expressão, a INTZ Academy chega bastante desacreditada para a Gamers Club Masters III.

Mesmo assim, isso não significa que os intrépidos devam ser subestimados. A qualidade individual da equipe pode surpreender, algo que será necessário caso a equipe queira alçar grandes voos na competição.
Continua depois do anúncio