Rogério Ceni e Cuca "jogavam muito" CS 1.6 "nos anos 2000", revela Dodô Pires

Lateral do Atlético-MG comentou relação com FPS da Valve em entrevista ao Flow Games

por Lucas Benvegnú / 30 de Nov de 2022 - 18:00 / Capa: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Em entrevista concedida ao podcast Flow Games ainda na noite da última terça-feira (29), o lateral-esquerdo Dodô Pires, fã assumido de Counter-Strike que atualmente defende o Atlético-MG, falou sobre sua relação com o FPS da Valve:

"Quando eu estava no Santos, já acompanhava o cenário competitivo de CS. Eu concentrava com o Sasha, assim como hoje no Galo. Eu acabei influenciando ele a voltar a jogar. Ele já tinha jogado na infância. Ele ficou viciado em jogar e acompanhar o cenário", contou.

"O Yuri, volante, o Luís Felipe, a galera saiu comprando PC. Na época eu falei que se eu renovasse com o Santos, queria que fizessem uma LAN house", brincou o atleta de 30 anos.

Dodô, inclusive, revelou uma conversa inusitada que teve com um dos analistas do Galo enquanto acompanhava a reta final do IEM Rio Major 2022: "Ele falou: 'Isso aí é CS? Eu jogava também na LAN house, gostava muito.'"

Continua depois do anúncio

"Ele comentou: 'sabe quem jogava muito isso aí na época do São Paulo, lá nos anos 2000? O Cuca.' Ele estava conosco na janta e eu até perguntei: 'Professor, você jogava?', e ele falou: 'No São Paulo a gente jogava, saía briga e tudo com o Rogério Ceni e com a galera'", completou.