DRAFT5

Ranking Brasileiro de CS:GO - Março

Novo Ranking traz melhores do Brasil

Ranking Brasileiro de CS:GO - MarçoFoto por: Arte: DRAFT5
Após alguns meses de inatividade, o Ranking Brasileiro de CS:GO DRAFT5 está de volta. Com um novo sistema de pontuação e avaliação, maior controle sobre campeonatos, classificatórios e ligas (tais como CLUTCH, Liga Dell e CBCS), o nosso ranking buscará indicar ao público quem são as melhores equipes do país. O sistema de pontos com decaimento faz com que competições comecem valendo 100% de seus pontos e vão, ao decorrer de quatro meses, perdendo valor até serem zeradas.

A versão 2.0 de nosso ranking conta com atualizações de 15 em 15 dias, pontuação exclusiva por confrontos diretos, que dão possibilidade de uma equipe menor roubar pontos de equipes maiores, e é fechado para times que residem na América do Sul. Além disso, também punimos as equipes que alteram seus jogadores em 20% para cada mudança.

Mais de 20 equipes de CS:GO do cenário brasileiro participaram do processo de criação deste ranking, acompanhando os critérios utilizados e opinando sobre a melhor forma de ranqueamento. Confira o resultado deste esforço conjunto para trazer as dez melhores equipes do Brasil após o início da temporada.

1# paiN Gaming - 288 pontos

alt Cena comum em 2019, paiN foi quem mais levantou troféus | Foto: Lucas Spricigo/DRAFT5


Paulo "land1n" Felipe
Vinicios "PKL" Coelho
Rodrigo "biguzera" Bittencourt
 Gabriel "NEKIZ" Schenato
 Wesley "hardzao" Lopes

Bruno "elllll" Ono (Coach)

A melhor equipe do Brasil em 2019 não poderia ficar em outra colocação em nosso ranking. Com campanhas incríveis como do CLUTCH Season 1 e GC Masters IV, o time liderado por PKL foi uma máquina de levantar troféus. Os títulos do ano passado ainda são a grande fonte de pontos da equipe, com o CLUTCH valendo 81 dos 202 pontos inicialmente conquistados, e a GC Masters IV valendo 73 de 203.

O time continuou dominante em 2020, alcançando a classificação nos campeonatos que disputou. O primeiro lugar no WESG Open Qualifier SA e na classificatória aberta para o Minor das Américas rendem hoje, respectivamente, 23 e 63 pontos. A equipe tem ainda um desconto de 2 pontos pela entrada de Nekiz em novembro do ano passado, e tem 4.5 de saldo no quesito de confronto direto.

A dominância nacional, entretanto, tem data para acabar. O time decidiu seguir para o Canadá em busca de novos desafios, caminho repetido por muitas equipes que já dominaram o Brasil. A mudança fará com que a equipe perca todos os pontos conquistados no ranking, dado que apenas times que residem na região podem ser ranqueados.

2#  W7M Gaming - 274 pontos

alt AbleJ foi a grande contratação da W7M para a temporada | Foto: Rafael Veiga/DRAFT5


 Felipe "skullz" Medeiros
Antonio "realzin" Oliveira
Rafael "raafa" Lima
Fillipe "pancc" Martins
 Rinaldo "ableJ" Moda

 Pedro "peu" Lopes

Uma das equipes que iniciou o ano em altíssimo nível, a W7M é a segunda colocada em nosso ranking. O time está empatando em pontos com a Isurus, mas leva a melhor pelo critério de desempate, último confronto direto entre as duas, vencido pela W7M no ano passado. Ao contrário da paiN, a W7M ganha força no ranking após fechar a primeira semana de março na primeira colocação do CLUTCH, garantindo 112 pontos.

O time também foi uma das equipes a conquistar a vaga no classificatório fechado do Minor da Américas, conquistando os mesmos 63 pontos da paiN, mas acabaram na quarta colocação tanto na WESG como na FLASHPOINT, rendendo apenas 23 e 20 pontos, respectivamente. A entrada de ableJ e a volta de peu parecem ter dado nova cara a equipe, que agora possui novo estilo jogando como terrorista.

O time ainda sofre a perda de 6 pontos com a saída de Leon "ryotzz" Felipe, além de ter perdidos jogos para equipes que lhe roubaram diversos pontos, estando com um saldo negativo de 14 pontos no confronto direto.

3# Isurus - 274 pontos

alt Noktse posicionado entre os dois novatos, l!nkz e deco | Foto: Rafael Veiga/DRAFT5


Roberto "reversive" Themtham
Nicolás "Noktse" Dávila
Gabriel "1962" Sinopoli
 Marcos "decov9jse" Amato
 José Patricio "L!nKz^" Ortega

Rodrigo "pino" Manarino (Coach)

A terceira melhor equipe do Brasil é argentina. Por mais estranho que isso possa parecer, os hermanos da Isurus já atuam no país há mais de 2 anos, e cumprem o requerimento para participar de nosso ranking. Com força destacada em todas as competições que disputa, a Isurus promoveu duas mudanças desde o ano passado que parecem ter se encaixado muito bem. O awper L!nKz^ foi o último a chegar, unindo-se a decov9jse, e mostrando participação decisiva nos jogos desse ano.

O time teve como grande conquista da edição do ranking a primeira colocação no classificatório da FLASHPOINT, mas acabou abrindo mão dele para jogar o classificatório para o Minor. O time acumula 118 pontos pela primeira colocação no FLASHPOINT, além de 52 pontos pelo convite para o Minor das Américas. A equipe também soma 19 pontos pela quarta colocação no CLUTCH, além de 3 pontos por confrontos diretos. O time sofre punição de 6 pontos pelas alterações que fez na temporada.

4#  DETONA Gaming - 264 pontos

alt Tuurtle brinca ao lado de seu novo parceiro, fp1 | Foto: Rafael Veiga/DRAFT5


 Filipe "fP1" de Caires
Vinicius "vsm" Moreira
André "tiburci0" Rossetto
Matheus "Tuurtle" Anhaia
Lucas "Lucaozy" Neves

Henrique "rikz" Waku (Coach)

O quarto nome de nossa lista é a poderosa DETONA Gaming, equipe que disputou centímetro a centímetro o posto de melhor equipe do Brasil contra a paiN em 2019. O time de tiburci0 ainda possui pontos que rendem do ano passado, como os 90 conquistados na GC Masters IV, que viraram 32.24 devido ao decaimento, mas o principal vem da campanha no CLUTCH. A equipe foi a primeira colocada da primeira semana do evento, ficando com 112 pontos na ocasião, que hoje são 98.

O time ainda recebe 52 pontos pelo convite para o classificatório fechado do Minor das Américas, e 33 pela terceira colocação no FLASHPOINT. A equipe optou pela disputa da lan internacional por conta do impedimento de vsm, torneio que não será pontuado, mas pode trazer grandes benefícios em caso de resultado positivo. A DETONA perde 8 pontos nessa edição por conta da entrada de fP1 no lugar de Matheus "prt" Scuvero, além de saldo negativo de 17 pontos em confrontos diretos.

5#   RED Canids - 243 pontos

alt Destiny se une a fnx na RED Canids | Foto: Rafael Veiga/DRAFT5


 Gabriel "nython" Lino
 Bruno "latto" Rebelatto
 Renato "nak" Nakano
 Lincoln "fnx" Lau
 Lucas "DeStiNy" Bullo

 Ricardo "Vaz" Melo (Coach)

Fechando o top 5 nacional, a RED Canids chega com 243 pontos. A equipe promoveu a entrada de destiny na equipe para o lugar de Matheus "pesadelo" Panisset e sofre uma pesada punição de 15 pontos por isso, já que a maior parte de seus pontos vem de participações bem sucedidas no CLUTCH Season 1, com 40 pontos da primeira colocação na fase de grupos, além de 36 da grande final em que ficou em segunda.

O time conquistou ainda neste ano a vaga para a adiada WESG, além de ter alcançado a vaga para o classificatório fechado do Minor das Américas. O time somou 71 pontos pela vaga na competição que reunirá as melhores equipes do Brasil em busca do sonho de jogar um Major em solo brasileiro. A equipe perde ainda 6 pontos no quesito confronto direto, principalmente pelo mapa perdido contra a Vivo Keyd na primeira rodada do CLUTCH.

6#  Redemption eSports - 143 pontos

alt Remix é grande nome da Redemption | Foto: Rafale Veiga/DRAFT5


 Michael "dok" Marques
 Alexandre "ALLE" Santos
Gabriel "Sutecas" Dias
 Victor "remix" Monteiro
 Rodrigo "drg" Ausenka

Sid "sidde" Macedo (Coach)

A grande campeã da segunda temporada do CBCS é a sexta colocada em nosso ranking. O time não tem atuado pela liga nacional, por isso fica um pouco para trás em relação aos adversários, mas já conseguiu resultados para se orgulhar neste ano. O time soma 52 pontos pela segunda colocação no classificatório para a FLASHPOINT, além de 21 pontos por ter passado pela fase aberta da competição.

Pelo título do CBCS em 2019, os guris acumulam ainda 52 pontos. Mantendo o nível de jogo atual e repetindo o mesmo durante o CBCS, é possível que a Redemption suba ainda mais posições no ranking nas próximas semanas. A equipe não fez alterações em sua line, e acumula saldo positivo de 5 pontos em confrontos diretos, destaque para a vitória em MD3 contra a DETONA.

7#  Bravos Gaming - 99 pontos

alt Ex-Team Rufus é nome com expectativa no CLUTCH | Foto: Bravos/Divulgação


 Adriano “WOOD7” Cerato
 Leonardo “LeoGOD” Silva
 Matheus "kurgan" Dantas
 Kaique “kaiG” Guidotti
 Lucas "lealzinho" Leal

 Willian “Xamp” Caldas (Coach)

A sétima colocada de nossa lista é a forte Bravos Gaming. O time que, sob o nome de Team Rufus, dominou o circuito Dell ano passado é uma das forças a ser respeitada no Brasil. A equipe é quem mais possui pontos divididos entre campeonatos distintos, foram 13 competições no total, mas perde muitos pontos pela baixa relevância dos campeonatos e também pelo tempo disputado.

O título da Brasil Premier League, por exemplo, rende apenas 6 pontos para o time na atualidade, com a equipe tendo suas maiores pontuações vindas da participação na classificatória fechada do FLASHPOINT, 17 pontos pelo convite e 13 pontos pela quinta colocação. O time não sofre punição por mudança em line, já que não trocou peças, mas perde 2 pontos por confronto direto.

8# Vivo Keyd - 71 pontos

alt Piria é um dos jovens nomes da nova Vivo Keyd | Foto: Rafael Veiga/DRAFT5


Matheus "mawth" Gonçalves
 Pedro "bnc" Mendes
 Guilherme "piria" Barbosa
 Thiago "tifa" França
 Jhonatan "jota" Willian

 Matheus "kaos" Nicolau (Coach)

Oitava equipe em nossa lista, a Vivo Keyd chega à posição na verdade carregando pontos de outra equipe. A Keyd antiga, liderada por Caio "zqk" Fonseca, transferiu-se para a Imperial e-Sports levando 60% dos pontos para lá. O time que hoje representa os guerreiros é a ex-Falkol, do awper e capitão mawth. A equipe tem poucos pontos na conta, 17 pontos pelo convite na FLASHPOINT, 13 pela quinta colocação no CLUTCH, e apenas 11 pela quinta colocação no classificatório aberto para o Minor das Américas.

O time soma um total de 57 pontos por torneios, perdendo ainda 1 ponto pela mudança promovida com a chegada de Jhonatan "jota" Willian, mas recebe o maior prêmio pelo bom desempenho nos confrontos diretos. O time conseguiu roubar incríveis 14 pontos na temporada, 9 no duelo contra a RED Canids, e 3 pontos no jogo contra a Bravos.

 

9# Alma Gaming - 60 pontos

alt Fatal é nome conhecido na Alma Gaming | Foto: Rafael Veiga / DRAFT5


Raul "r4ul" Bruzaca
 Daniel "danviet" Marques
Leonardo "zmb1" Toledo
Lucas "nqzjre" Soares
 Julio "FATAL" Souza

 Vitor "Dutch" Vaccari (Manager)

A décima posição do ranking de equipes do Brasil fica com a Alma Gaming. O estreante no CLUTCH vem fazendo boas aparições na competição nacional, embora ainda esbarre em más colocações nos classificatórios online. O time tem 17 pontos conquistados pelo convite para o FLASHPOINT, além de 6 recebidos pela sexta colocação no CLUTCH.

O time não foi bem na fase fechada do classificatório para FLASHPOINT, terminando na oitava colocação e com apenas 7 pontos pela campanha. A oitava colocação no classificatório aberto para o Minor das Américas rende apenas 6 pontos para o time. A Alma vai muito bem no quesito confronto direto com saldo de 8 pontos, graças a vitória surpreendente sobre a DETONA, além de perder 1 ponto pela entrada de FATAL na temporada passada.

10# Rysix Gaming - 50 pontos

alt Restik é um dos nomes da Rysix | Foto: Lucas Spricigo/Draft5


Genaro "restik" Hokama
Gabriel "648" Lemesi
 Lucas "Chucky" Dalesio
Ignacio "elemenNt" Lagos
 David "dav1d" Maldonado

 Mariotta "BIG" Lucas (Coach)

A décima colocação de nosso ranking fica com os campeões da Liga Dell de janeiro, a Rysix Gaming. Embora pouco conhecidos, a ex-Agressive já vinha demonstrando um bom jogo desde o ano passado, e se beneficia do momento em que muitas equipes ainda não estão atuando para tomar a décima posição do ranking.

Os argentinos receberam 22 pontos pela primeira colocação na Liga Dell de janeiro, além de 21 pontos pela vaga que alcançaram no classificatório aberto do FLASHPOINT, e mais 13 pela sexta colocação na fase fechada do evento. O time acumula um saldo negativo de 2 pontos no quesito confronto direto, além de ter perdido 12 pontos pela entrada de elemenNt na equipe.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Saiba Mais Sobre

Notícias Relacionadas