DRAFT5

Prévia: Equipes sul-americanas vão em busca de vaga no Minor das Américas nesta semana

Oito times disputarão a chance de jogar o Minor no Brasil

Prévia: Equipes sul-americanas vão em busca de vaga no Minor das Américas nesta semanaFoto por: Arte/DRAFT5
A corrida para disputar o maior campeonato já realizado em solo brasileiro continua. Tendo início nesta terça (3) às 18 horas, o classificatório fechado para o ESL One Rio Major 2020 - Americas Minor reúne as melhores equipes do Brasil. O torneio será disputado com playoffs e chave dos perdedores, ou seja, cada equipe pode perder uma vez e ainda sim conquistar a vaga.

O classificatório será online, mas as duas equipes que levarem as vagas estarão garantidas na competição em lan no Rio de Janeiro. O local para a disputa ainda não foi anunciado. Alguns eventos já realizaram o Minor em hotéis, enquanto outros optaram por levar a competição para um ginásio de menores proporções, mas, ainda sim, com público.

Após grande revolta no cenário sobre as datas do classificatório, dado o conflito com a FLASHPOINT Global Qualifier, a Isurus escolheu disputar o torneio da ESL, enquanto a DETONA Gaming abriu mão deste por não poder contar com Vinicius "vsm" Moreira, banido pela Valve de eventos oficiais. Com a desistência da DETONA, a ESL optou pelo convite à Imperial e-Sports, terceira colocada no primeiro classificatório aberto. Conheça um pouco mais sobre as equipes participantes no evento:

 Sharks Esports x Imperial e-Sports  

alt Foto: Divulgação/Imperial


A equipe da Sharks Esports terá pela frente a nova, mas nem tanto, Imperial e-Sports como primeiro desafio em sua caminhada na classificatório para o Minor. O ex-time de Ignacio "meyern" Meyer fará seu primeiro compromisso oficial desde a ESL Pro League Finals Season 10 do ano passado, quando acabou eliminada pela Renegades.

Com a ajuda do argentino Luca "Luken" Nadotti, os tubarões devem mirar para uma mais uma vaga conquistada em Minors. A equipe já havia disputado a edição de Berlim, quando caiu na rodada 1 da chave de perdedores para a FURIA Esports, terminando por ser eliminada. Após a saída de meyern, os tubarões foram atrás do jovem Olavo "heat" Marcelo, talento cedido por empréstimo pela própria FURIA, só que da line academy.

Já a Imperial e-Sports conquistou sua vaga após ser convidada para o lugar da DETONA Gaming no classificatório. Com peças que já vestiram a camisa da Imperial anteriormente, tais como Caio "zqk" Fonseca e Gustavo "SHOOWTiME" Gonçalves, a equipe ainda não mostrou grandes resultados. Nos primeiros testes do ano não conseguiram vaga nos classificatórios disponíveis, e agora terão de se provar diante de um oponente que se fortaleceu no exterior.

 paiN Gaming x Isurus  

alt Foto: Rafael Veiga/DRAFT5


Se o tubarão brasileiro tem favoritismo no confronto contra a Imperial, este não é o caso do tubarão argentino contra a paiN Gaming. Embora venha jogando um cs de altíssimo nível, a equipe da Isurus deverá ter um jogo duríssimo caso deseja derrubar a paiN da chave dos vencedores. Os tiburones vem de semana ruim no CLUTCH, quando perderam de 2 a 0 para a RED Canids, e agora terão de se superar contra a vencedora paiN.

As entradas de Marcos "decov9jse" Amato e José Patricio "L!nKz^" Ortega parecem ter surtido efeito, dando maior liberdade para que Nicolás Mariano "Noktse" Dávila possa jogar solto pelo mapa. A atual formação, entretanto, nunca atuou contra os brasileiros, o que pode ser um desafio na partida. A paiN fez o início do ano dos sonhos, conquistando todas as vagas que disputou.

Os brasileiros contam com o rei das decisões Vinícios "PKL" Coelho para finalmente conseguir uma vaga em um Minor, mas sabem que a tarefa não será fácil. Competindo contra as melhores equipes do Brasil, a paiN precisará do poder de fogo de jogadores como Rodrigo "biguzera" Bittencourt e Wesley "hardzao" Lopes se quiser alcançar a tão sonhada vaga.

 BOOM Esports x Team One  

Foto: Alex Maxwell/DreamHack Foto: Alex Maxwell/DreamHack


Em duelo de brasileiros que residem no exterior, a BOOM Esports, ex-INTZ, terá pela frente uma reformulada Team One. De casa nova após um final de 2019 de sucesso, os jogadores da BOOM entram na disputa com o favoritismo elevado. A equipe foi convidada pela ESL para a fase fechada do classificatório, dado seu desempenho internacional que lhe rendeu vaga na ESL Pro League Season 11.

O time do capitão Gustavo "yel" Knittel tem agora o auxílio do ex-MIBR João "felps" Vasconcellos, mesmo que por empréstimo, para conseguir mais uma vaga no Minor. A equipe conseguiu passar para o Starladder Berlin Major após disputar a repescagem dos terceiros colocados e ficar com a vaga sobre a MVP PK. Agora representando o estandarte indonésio, os jogadores terão o favoritismo como peso na competição.

Do outro lado uma reformulada Team One chega sem grandes holofotes. O time conquistou a vaga passando pela classificatória aberta de número dois, e chega com uma equipe que pareceu ter sido montada às pressas. O time chegou a testar o próprio felps, além do chileno Davida "dav1d" Tapia, mas ambos não conseguiram se adaptar ao time, deixando a line em menos de duas semanas.

Para o classificatório do Minor das Américas os golden boys inscreverem Matheus "prt" Scuvero, ex-DETONA, e Matheus "pesadelo" Panisset, ex-RED Canids, ambos por empréstimo. O time pode ser visto com relativo sucesso, já que em menos de uma semana de treino já alcançou a fase fechada deste classificatório. Fica a dúvida, entretanto, sobre a capacidade que uma equipe recém formada terá de enfrentar os melhores times do Brasil.

 W7M Gaming x RED Canids  

alt Foto: Rafael Veiga/DRAFT5


Fechando as oito equipes do campeonato, W7M Gaming e RED Canids fazem um duelo pela permanência na chave dos vencedores. Ambas as equipes investiram pesado nos reforços, com a W7M trazendo por empréstimo o ex-FURIA Rinaldo "ableJ" Moda, enquanto a matilha investiu em Lucas "destiny" Bullo. A expectativa sobre as duas lines é a de um confronto muito equilibrado, já que os dois confrontos entre elas no ano terminaram 2 a 1 com uma vitória para cada lado.

A W7M chega com moral após ter conquistado a vaga na primeira classificatória aberta do Minor com vitória sobre a própria RED Canids. O time de Filipe "pancc" Martins aplicou um atropelo no último mapa da série, que terminou em 2 a 1, 16 a 9 Dust2, 7 a 16 na Train, e 16 a 1 na Nuke. O time, entretanto, havia perdido no início do ano pela classificatória fechada da WESG para os comandados por Renato "nak" Nakano.

As equipes apresentam duas das melhores composições de jogadores individuais do Brasil, com poder de fogo suficiente para termos um jogo repleto de highlights e jogadas de altíssimo nível.

Para acompanhar este e muitos outros jogos da classificatória fechada para o Minor das Américas, não se esqueça de clicar na aba próximas partidas.
Gamers Club
Faça parte da maior comunidade de CS:GO da América Latina. Na Gamers Club você pode jogar campeonatos, aprender com jogadores profissionais e iniciar sua carreira no cenário competitivo. E ainda pode jogar com seus amigos apenas por diversão. Venha viver o game.
Conheça a Gamers Club

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Saiba Mais Sobre

Notícias Relacionadas