DRAFT5

Por onde anda: Tommy "potti" Ingemarsson

Veja por onde anda um dos jogadores mais lendários do Counter-Strike

por Ricardo Vaz de Melo / 03 de Ago de 2022 - 12:00 / Capa: Arte/DRAFT5

Se nos dias de hoje temos uma organização lendária e histórica, muito se deve a Tommy "potti" Ingemarsson. O sueco é o fundador do Ninjas in Pyjamas (NIP), uma das tags mais vitoriosas do cenário mundial de Counter-Strike.

Apesar disso, sua carreira vitoriosa no FPS da Valve começou em outra equipe, nos anos 2000. potti fez parte da Eyeballers, que impressionou o mundo ao conquistar a Babbage's CPL 2000, campeonato com a presença da mTw, um dos melhores times do mundo na época.

Com o sucesso meteórico conquistado em pouco tempo, potti resolveu mudar de ares e criar sua própria equipe. Assim nasceu o Ninjas in Pyjamas, que se tornaria uma das organizações mais vitoriosas do Counter-Strike pouco tempo depois.

EXCELENTE COMEÇO E QUEDA DE RENDIMENTO

Em 2001, logo após a criação da organização, o NIP mostrou para que veio ao cenário de Counter-Strike. A equipe conquistou três títulos internacionais seguidos, ficando reconhecida como o melhor time do mundo naquela época.

CPL Europe London 2001, 2001 CPL Europe Berlin e CPL Winter 2001 foram os campeonatos vencidos pela equipe sueca liderada por potti e pelo lendário jogador Emil "HeatoN" Christensen. Mesmo com o sucesso feito naquele ano, a dupla se transferiu para a SK Gaming.

Na nova equipe, a promessa seria de mais títulos, o que não aconteceu de imediato. Em 2002, a SK Gaming disputou quatro campeonatos e venceu apenas um deles: a CPL Summer 2002. Muitos pensaram que a decisão tomada por potti e HeatoN de deixarem o NIP havia sido equivocada, mas estavam errados.

Foto: FragbiteFoto: Fragbite

SOBERANIA EM 2003

O ano de 2003 foi o ano de ouro da SK Gaming e de Tommy. Já considerado por muitos como o melhor jogador do mundo, potti foi fundamental na campanha da sua equipe naquela temporada. Junto com a SK, o sueco conquistou oito títulos de 13 campeonatos disputados.

Norrhack 2003, CPL Summer 2003, WCG 2003 e CPL Winter 2003 foram alguns deles, considerados os mais notáveis. Se alguém ainda tinha dúvida sobre a escolha da dupla de se transferir para a SK Gaming, não tinha mais.

Naquela temporada, a SK Gaming ficou reconhecida como uma das equipes mais dominantes de todos os tempos no Counter-Strike. Além de todos os títulos conquistados, a equipe sueca fazia isso com muita facilidade, não dando muitas chances para o adversário.

RETORNO AO NIP E FIM DE CARREIRA

Continua depois do anúncio

Quem viu potti jogando em 2003 e conquistando todos esses títulos com a SK Gaming, jamais imaginaria que a carreira do jogador duraria somente mais dois anos. Sim, um dos jogadores mais talentosos e vencedores de todos os tempos se aposentou depois de cinco temporadas jogadas.

Em 2004, um ano antes disso acontecer, o atleta conquistou seu último título com a SK Gaming, que não fazia uma temporada muito vitoriosa. Os suecos venceram apenas a DreamHack Summer 2004 e fecharam a temporada com o vice da CPL Summer 2004.

Já em 2005, potti voltou para o Ninjas in Pyjamas. Muitos acreditam que esse movimento foi pensando em acabar sua carreira na equipe criada por ele e que a colocou no radar do cenário mundial de Counter-Strike.

Com o NIP naquele ano, Tommy ainda conquistou o título da GameGune 2005, fechando com chave de ouro toda sua trajetória como jogador no FPS da Valve. Até hoje os suecos lamentam sua aposentadoria precoce.

POR ONDE ANDA

Após se aposentar como jogador profissional de Counter-Strike em 2005, potti continuou na gerência do Ninjas in Pyjamas. Além de ter sido muito importante na fundação da organização, o sueco foi fundamental na manutenção da equipe por todo esse tempo.

Hoje, ele não participa ativamente das operações do NIP, mas deixou um legado dentro da organização que será levado para sempre. Apesar disso, não se afastou dos esportes eletrônicos. Tommy é dono de duas empresas que visam o crescimento do cenário na Suécia.

A Area Academy é uma iniciativa que promete educar, ensinar e auxiliar jovens talentos suecos para seguir carreira no Counter-Strike: Global Offensive. Já a Svenska Elitserien é uma produtora de eventos, que tem como intuito fomentar o cenário local com campeonatos.

Uma coisa é certa: potti fez muito por ele e pela sua organização dentro do Counter-Strike. Porém, mais do que isso, o atleta construiu um legado dentro do seu país, deixando lições e ensinamentos para as gerações de jogadores que vieram tempos depois.