+18. Aposte com responsabilidade. Odds sujeitas a alteração.

Os melhores no Brasil em 2023: (14) – Carlos "venomzera" Eduardo

O jogador superou as dificuldades pessoais e foi uma peça sólida na engrenagem da Paquetá/RED Canids

por Pietro Santiago / 01 de Jan de 2024 - 14:00 / Capa: Arte/DRAFT5

Carlos "venomzera" Eduardo encantou o Brasil com uma linda entrevista para Alexandre Gaules Borba, compartilhando uma grande história de vida para o público. Depois disso, a torcida brasileira passou a apoiar o jovem de 19 anos.

Continua depois do anúncio

Porém, uma história de vida de superação por si só não é o suficiente e venomzera também correspondeu dentro do servidor, sendo decisivo para o time e colocando bons números estatísticos. Na sua segunda aparição na lista do top 20 da DRAFT5, venomzera saltou três posições em relação ao ano passado e foi o 14º melhor jogador no Brasil em 2023.

RELAÇÃO COM O CS E DECISÃO NA PANDEMIA

Carlos Eduardo nasceu em Sorocaba, município de São Paulo com mais de 700 mil habitantes. O primeiro contato com jogos eletrônicos foi logo aos cinco anos de idade. Dos jogos casuais até o Counter-Strike não demorou muito, a influência do irmão foi reflexo nisso. Ainda com pouca idade, venomzera descobriu o FPS da Valve, que na época era o CS 1.6.

"Meu primeiro contato com videogame foi bem novo, mais ou menos uns 5 anos e quem me influenciou a jogar desde sempre foi meu irmão. Sempre comentou que tinha futuro e tinha que continuar focado e ir evoluindo dia após dia. Meu jogo favorito da infância é CS 1.6, foi onde conheci diversas pessoas e me apaixonei pelo jogo."

Foto: Sandro Mendonça/MEGFoto: Sandro Mendonça/MEG

A paixão de venomzera pelo jogo durou anos, mas foi apenas durante a pandemia da Covid-19 que ele decidiu seguir carreira profissional como jogador de Counter-Strike e, como toda lenda brasileira, o primeiro passo foi na Gamers Club.

"Tudo começou na pandemia quando conheci alguns amigos e decidimos formar um time para jogar os campeonatos abertos da Gamers Club, foi passando o tempo e percebi que queria isso pra minha vida. Então comecei a me dedicar mais e entrei no meu primeiro time: Bears Concept. Com isso fui me destacando e recebi convite do snow para jogar na GODSENT Academy."

Depois da decisão de seguir a profissão de jogador de esports, venomzera teve que encarar outro dilema, comunicar a decisão para os pais. O atleta confesso que não foi fácil na época, mas teve uma ajuda nessa missão.

"No começo foi bem difícil, pois meus pais não entendiam muito sobre essa profissão. Tanto meu irmão quanta minha irmã me ajudaram muito explicando pra eles e hoje em dia tenho total apoio deles."

Outro passo importante para qualquer jogador é escolher o nick pelo qual será conhecido pelo público. Uma das inspirações foi "coldzera", da lenda brasileira Marcelo David. "Sempre gostei do vilão Venom, e me inspirava muito no coldzera e assim se tornou o nick venomzera".

PAQUETÁ COM MUDANÇAS EM 2023

Vanomzera iniciou a temporada 2023 na Paquetá, mas a line-up titular sofreu duas mudanças, com as saídas de Enzo "xns" Henrique e Alexandre "ALLE" Santos para as chegadas de Gustavo "yel" Knittel e Gabriel "nython" Lino.

Foto: Divulgação/PaquetáFoto: Divulgação/Paquetá

As mudanças surtiram efeito imediato, a Paquetá evoluiu de forma rápida em poucos meses, conquistou o título da EPL World Series: Americas Season 2 e conseguiu a classificação para o RMR das Américas do BLAST.tv Paris Major 2023.

"(As mudanças ocorreram porque) tínhamos visões diferentes e acreditávamos que yel e nython seriam ótimos jogadores para somar com a gente rumo ao major. Estávamos nos dedicando bastante e dando o máximo para conseguirmos ir ao Major."

O time viajou para o México e chegou com status de azarão no evento, mas o que se viu foi uma campanha incrível. A Paquetá estreou perdendo para a paiN, mas deu a volta por cima ao eliminar a Team Solid e a Evil Geniuses.

"Foi uma experiência inexplicável, minha primeira lan internacional e ficar a uma vaga do major foi algo surreal."

No confronto decisivo valendo a vaga no Major, a Paquetá perdeu para o Fluxo e a sensação foi de frustração por estar a um passo do principal campeonato da modalidade. Porém, de satisfação também por ter sido "uma campanha ótima".

ABRAÇADO PELA COMUNIDADE

Venomzera protagonizou um dos melhores momentos fora do servidor do RMR das Américas. Em uma entrevista para a transmissão de Alexandre "Gaules" Borba, o jovem emocionou o streamer e o público com a história de vida, principalmente pela homenagem ao irmão, que havia falecido no começo do ano

"Eu acredito que depois da minha história, o público me conheceu melhor, passou a me acolher e torcer mais por mim."

Apesar do irmão não estar mais presente em vida, venomzera mantém o sonho de infância dos dois como combustível para continuar evoluindo profissionalmente. "Queria poder agradecê-lo por tudo que fez, dizer que eu consegui e vou continuar dando meu máximo pra ir ainda mais longe".

TURBULÊNCIA E NOVA CASA NA MATILHA

Após a disputa do RMR, a Paquetá voltou ao Brasil e disputou uma série de campeonatos, mas não conseguiu repetir os bons desempenhos. Isso gerou diferenças de maneira de pensar o jogo dentro do time e mudanças sucessivas na escalação.

No fim de agosto, a Paquetá anunciou a pausa nos investimentos dentro do CS:GO e colocou o time no banco de reservas. Contudo, a base da equipe optou por ficar junta e encontraram uma nova casa cerca de dois meses depois, quando foram anunciados pela RED Canids.

"Sim, foi um pouco difícil receber essa notícia (da Paquetá), mas no fim deu tudo certo. Decidimos aceitar a Red Canids, porque é uma organização família e uma organização muito boa."

Foto: Divulgação/PaquetáFoto: Divulgação/Paquetá

Para completar o elenco, a RED Canids aproveitou uma grande oportunidade de mercado com a ida de David "dav1d" Tapia para o banco de reservas da 9z Team contratou o chileno, um dos principais destaques da organização argentina.

"O dav1d era a peça que estávamos precisando e ele agregou muito pra nós, tanto in-game quanto out-game."

A resposta foi positiva, o quinteto voltou a se encaixar e encontrar o melhor jogo de cada um, o que rendeu dois títulos (Copa BetBoom 2023 e EPL World Series: Americas Season 4), além de ficar entre os quatro melhores do CBCS 2023 Season 3.

O ANO DO 14º MELHOR DO BRASIL

Em meio a toda essa montanha-russa vivida por venomzera ao longo da temporada, com a perda do irmão, trocas de line-ups, mudanças de organização, o jogador de 19 anos conseguiu ter grande impacto estatístico e peça fundamental para o coletivo funcionar.

Com 80 de dano médio por rodada ao longo do ano, o ADR (#9 entre os 20 da lista) foi a melhor estatística de venomzera. No rating 2.0, o jogador ficou com 1.14 de rating (#12), enquanto o KAST (estatística que engloba kills, assistência, sobrevivência e trade kill) foi de 71,48% (#16).

"Acho que garra seria a palavra para meu 2023. Apesar de diversos altos e baixos, consegui manter a mente centralizada e ir bem nos campeonatos."

As listagens de venomzera em 2023 | Arte/DRAFT5 | Estatísticas: HLTV.orgAs listagens de venomzera em 2023 | Arte/DRAFT5 | Estatísticas: HLTV.org

O melhor campeonato de venomzera foi o EPL World Series: Americas Season 2, quando foi eleito o MVP ao conquistar o título com a Paquetá. Além disso, o atleta teve outras nove listagens de EVP, quando não é o MVP, nem o EVP1, mas foi um dos melhores jogadores do evento.

Somando todas as conquistas, venomzera teve 4 C Points (#7), vezes em que o jogador foi campeão de um torneio no qual apareceu entre os melhores jogadores, e 180 D5 Points (#15), pontuação baseada em MVP/EVPs, sendo que cada campeonato possui um peso diferente do outro.

OLHO NO FUTURO E NO SNOW

Já garantida no classificatório fechado da América do Sul para lutar por uma das vagas no RMR das Américas, a RED Canids terá um tempo a mais de preparação para o torneio que ocorre de 19 a 21 de janeiro.

"Estamos bem confiantes para a temporada de 2024. Estamos dando nosso máximo e vamos além do RMR, queremos ir ao major."

Por fim, a reportagem pediu para venomzera citar um ou mais jogadores que podem despontar; a aposta dele é João "snow" Vinicius, rifler da Case Esports. "Acho que o snow vai vir muito forte pra 2024. Acredito muito nele".

+18. Aposte com responsabilidade. Odds sujeitas a alteração.

Saiba Mais Sobre