DRAFT5

Os melhores no Brasil em 2019: (8) – SHOOWTiME

Novo jogador da Imperial, SHOOWTiME ocupa a oitava colocação de nosso top 10

por Lucas Benvegnú / 08 de jan de 2020 - 13:00 / Capa: DRAFT5
Continua depois do anúncio
Em um ano marcado por inúmeras mudanças no cenário brasileiro de Counter-Strike, um nome já conhecido continuou figurando entre os principais jogadores do país. Gustavo "SHOOWTiME" Gonçalves manteve-se como um dos protagonistas no âmbito nacional, sendo peça fundamental para o êxito das equipes pelas quais atuou.

Com vasta bagagem internacional e experiência de sobra, o jogador de 22 anos teve boas exibições ao longo de 2019, mas se destacou especialmente na reta final do ano, auxiliando assim a garantir um espaço entre os dez melhores do Brasil.

Veja a lista completa dos melhores atuando no Brasil em 2019.

Nascido em Londrina, cidade com aproximadamente 570 mil habitantes situada ao norte do estado do Paraná, SHOOWTiME começou a se interessar pelo Counter-Strike logo cedo, aos 10 anos de idade. Nessa época, o paranaense "ia pra lan house para brincar com os amigos no fim de semana". Segundo o próprio, a diversão durava horas.

A profissionalização, no entanto, demorou um pouco mais para chegar. Foi em 2014 que o então garoto de 17 anos passou a integrar a INFLAMES, ao lado de nomes como Ricardo "s1" Shinji e Raphael "ghx" Henrique. Assim, SHOOWTiME deu seus primeiros passos no cenário competitivo, iniciando pelos campeonatos online, passando pelas LANs de São Paulo na LGX Cup 2014.

Já em 2015, o jovem atleta disputou alguns campeonatos pela RampageKillers, classificando-se à The World Championships 2015 após bela campanha com a "seleção brasileira" na seletiva sul-americana para a competição que viria a acontecer na Sérvia.

CHANCE DE OURO

Após a dispensa da line-up que representava a Dexterity Gaming, composta por SHOOWTiME, Epitácio "TACO" Melo, Lincoln "fnx" Lau e os irmãos Teles, o quinteto passaria a atuar sob a conhecida tag de Não Tem Como, em alusão à marca de roupas de fnx. Foi com esse nome que a equipe venceu a décima nona temporada da ESEA Open Brasil, antes de ser campeã da r1seCup 2, torneio disputado em LAN no Rio de Janeiro.

SHOOWTiME junto da NTC durante a r1seCup 2 | Foto: r1se


No entanto, a maior das oportunidades da carreira de SHOOWTiME até aquela ocasião seria a Golden Chance, campeonato em LAN organizado pela Games Academy que daria aos campeões a oportunidade de morar e disputar campeonatos nos Estados Unidos.

Após vitória tranquila nas semis sobre a TO THE TOP de Vinicius "VINI" Figueiredo, SHOOWTiME e seus companheiros viriam a bater a RampageKillers na grande final por três mapas a dois, garantindo a chance de competir internacionalmente graças ao contrato firmado com a Games Academy. Para todos, foi difícil conter as lágrimas em um momento de tamanha emoção e realização.


Em sua primeira oportunidade em solo norte-americano, uma quarta colocação na WinOut.net Championship mostrou ser um começo promissor para SHOOWTiME e seus companheiros nos EUA. Com alguns outros resultados expressivos, a passagem de Gustavo e seus companheiros pela GA duraria até o início de 2016, quando a escalação fechou com a Tempo Storm.

Foto: Adela Sznajder/DreamHack Passagem pela Tempo Storm foi um dos pontos mais altos da carreira de SHOOWTiME | Foto: Adela Sznajder/DreamHack


A parceria com a organização norte-americana foi produtiva, com os brasileiros vencendo a ESEA Premier S21 e garantindo o acesso à ESL Pro League, além da participação em diversos grandes campeonatos, tal como a CEVO Pro League Season 9, onde SHOOWTiME e seus companheiros triunfaram, levantando o troféu após vitória sobre a então dinamarquesa SK Gaming.

A passagem pela TS ainda ficaria marcada pelo vice-campeonato da DreamHack Open Austin 2016, onde SHOOWTiME e companhia sucumbiram à poderosa Luminosity Gaming na grande final. Pouco tempo depois, o jogador viria a assinar com a Immortals, onde falharia em se classificar para a ESL One Cologne 2016, mas alcançaria mais um título durante a DreamHack Open Summer 2016.

Foto: HLTV.org SHOOWTiME não escondeu a emoção após a vitória sobre a lendária Virtus.pro nas semis da CEVO S9 | Foto: HLTV.org


PASSAGEM PELA LG E RETORNO AO BRASIL

Mesmo com a conquista, SHOOWTiME acabou por deixar a Immortals, que optou pela contratação de Wilton "zews" Prado para compor seu elenco. Após breve período atuando como stand-in pela SK Gaming enquanto Fernando "fer" Alvarenga recuperava-se de cirurgia, o brasileiro rumaria à Luminosity Gaming, no início de setembro daquele ano.

Por lá, permaneceria até junho de 2018, tendo como resultados mais notáveis as vagas nas finais da ESL Pro League S6 e na ECS S4. Com quase dois anos de casa e três anos vivendo e competindo na América do Norte, SHOOWTiME acabaria por retornar ao Brasil, trazendo vasta bagagem e experiência.

De volta ao Brasil, Gustavo fechou com a Santos em agosto de 2018 para compor a primeira equipe de CS:GO da organização, mas logo acabaria parando na Imperial e-Sports, onde obteve grande sucesso na reta final daquele ano, garantindo vaga em dois torneios a nível internacional: o Minor das Américas para o IEM Katowice Major 2019 e as finais da WESG 2018-19. Foi nessa época também que começou a parceria com Denis "dzt" Fischer e Caio "zqk" Fonseca, que o acompanham desde então em solo nacional.

EM 2019, DO COMEÇO EM MARCHA LENTA AO PICO INDIVIDUAL

2019 começou em marcha lenta para SHOOWTiME e seus companheiros, que amargaram uma precoce eliminação no Minor das Américas e falharam por duas vezes na busca pela vaga na nona temporada da ESL Pro League das Américas, com a Sharks tendo sido a carrasca da Imperial em ambas as ocasiões.

Na AORUS League #1, campeonato disputado no mês de fevereiro, veio a primeira performance notável de Gustavo, que ostentou sonoros 1.22 de rating 2.0, sendo o principal jogador dos imperadores na campanha que culminou com a queda nas semis para os pitbulls da DETONA Gaming.

Em sua primeira viagem a China, frustração com a eliminação ainda na fase de grupos da WESG 2018-19, onde SHOOWTiME e o resto da Imperial acabaram sendo eliminados por conta da diferença de uma rodada no saldo de rounds, critério de desempate do grupo.

Foto: HLTV.org A Imperial de SHOOWTiME deixou a classificação escapar por entre seus dedos em Chongqing | Foto: HLTV.org


Sem tempo para terra arrasada, os imperadores voltaram às terras tupiniquins para tentarem vaga na DreamHack Masters Dallas 2019 e na DreamHack Open Rio 2019, mas em ambas as seletivas, a Imperial acabou sendo superada pela rival W7M. Ainda assim, SHOOWTiME deu sequência às boas performances, mantendo seu rating médio em 1.06 entre os classificatórios.

Gustavo ainda iria à disputa da ESL Pro League S9 das Américas junto à INTZ como stand-in, antes de ser dispensado pela Imperial junto de seus companheiros. Retornando às origens, a equipe passou a atuar sob o nome de INFLAMES enquanto buscava por uma nova casa. Nesse período, destaque para o vice-campeonato da Dell Gaming Liga Pro de maio.

Na tentativa de garantir novamente vaga no Minor das Américas, a INFLAMES de SHOOWTiME passou perto, caindo na quarta colocação com mais um desempenho notável de Gustavo, que teve 1.10 de rating ao longo da seletiva fechada. As boas campanhas em diversas etapas da Liga Pro renderam a vaga na Gamers Club Masters III, torneio que representou a estreia de SHOOWTiME e seus companheiros com a camisa da Vivo Keyd.


Mesmo com a saída nas semifinais, o jogador de 22 anos teve um dos melhores desempenhos do ano, acumulando sonoros 1.20 de rating 2.0, aliados a 1.33 de taxa de impacto e 83.8 de ADR, números que o colocaram entre os melhores jogadores do torneio.


Já na ESEA Open Brasil S31, o desempenho não foi dos melhores, fato que se repetiu na fase online da BGS Esports 2019 e na etapa de julho da Liga Pro, onde mesmo com o título, SHOOWTiME não passou dos 1.01 de rating 2.0.

Na preparação para a primeira temporada do Brasileirão do CLUTCH, a Vivo Keyd mudou duas de suas peças, o que resultou na demora da equipe para encaixar-se, algo refletido no fraco desempenho da VK no primeiro split da competição, onde não passou da quinta posição.


Apesar da pífia campanha na metade inicial do campeonato, a pausa de trinta dias no Brasileirão foi benéfica para os guerreiros e, em especial, para SHOOWTiME. Segundo o próprio atleta, foi necessário lidar com sua confiança, "colocar na cabeça que era capaz de ser melhor", conta ele, ressaltando que "isso é tudo no esports".

As performances de SHOOW ajudaram a alavancar o desempenho da Vivo Keyd, com a equipe fazendo um segundo turno praticamente impecável, ficando de fora da final nos critérios de desempate, após empatar em pontos com a favorita e segunda colocada, a paiN Gaming. A retomada da Keyd no segundo split não teria sido possível sem as performances do paranaense, que acabou somando as melhores estatísticas da segunda metade do torneio, como 1.28 de rating 2.0, 1.33 de taxa de impacto, 88.8 de ADR e 1.30 de K/D.


Apesar de ter batido na trave no Brasileirão, Gustavo ainda teria mais um momento de glória na reta final da temporada, quando ele e seus companheiros venceram a Redemption POA por dois mapas a um, garantindo assim vaga na NEST Pro Series 2019, competição que tomou sede em solo chinês. No classificatório, SHOOWTiME manteve a regularidade, acumulando 1.07 de rating e sendo crucial para o êxito de sua equipe, com destaque para um incrível clutch 1v4 no último e decisivo mapa da grande final.


Por conta do conflito de datas, a Vivo Keyd obrigou-se a desistir da disputa da Gamers Club Masters IV para viajar a Suzhou, na China, onde acabaria caindo na última posição do torneio, após derrotas para BTRG e TyLoo, naquela que seria a última aparição pública de SHOOWTiME e seus companheiros com a camisa da Keyd, que recentemente os liberou para procurarem uma nova casa.

O destino de SHOOWTiME para a próxima temporada passa novamente pela Imperial, com o jogador tendo acertado o contrato nos últimos dias.

POR QUAIS MOTIVOS SHOOWTIME É O 8º MELHOR DO BRASIL EM 2019?

Se existe uma palavra para definir o 2019 de SHOOWTiME, esta é regularidade. Mesmo com a dificuldade no jogo coletivo, provocada por uma queda de rendimento de seus companheiros desde a Imperial e por frequentes mudanças de line, o paranaense foi resiliente, mostrando que o sucesso das equipes por onde passou estava fortemente atrelado ao quão impactante ele conseguia ser.

Após início em marcha lenta e primeiro semestre apagado, Gustavo deu um boost em sua confiança para consolidar-se entre os melhores jogadores da primeira temporada do Brasileirão e coroar o ano de retomadas.


Ao todo, o atleta teve 22,2 DRAFT Points, sendo ele o sétimo em ADR em lan, somados em 143 mapas. Apesar de ter apenas o nono rating geral da nossa lista com 1.06, SHOOWTiME foi de suma importância para os triunfos de sua equipe.

Quando desempenhou de forma esplêndida, acima da média, conseguiu levar sua equipe a alçar voos mais altos, como nas idas às semis da AORUS League #1, Gamers Club Masters III e como na campanha que rendeu à Keyd o terceiro lugar do Brasileirão. Para ilustrar sua importância, podemos analisar sua taxa de impacto ao longo do ano, a qual fechou em 1.11 além do KAST de 69.8%.


Sendo um jogador mais passivo do lado CT e que não corre do jogo quando de TR, SHOOWTiME sabe muito bem como segurar ângulos e punir os avanços adversários com excelência, algo que o torna um bom lurker. Apesar de não ter puxado essa responsabilidade com frequência em 2019, destaque também para a capacidade do brasileiro com a AWP, sendo o segundo sniper do time quando requisitado e cumprindo muito bem com essa função.

Números da temporada de SHOOWTIME | Arte: DRAFT5/Estatísticas: HLTV


AS EXPECTATIVAS

O jogador, que contou ter como curiosidade o fato de já ter sido flagrado pelo psicólogo/nutricionista do seu time comendo hambúrguer junto de Ricardo "boltz" Prass, não parece surpreso de estar entre os dez melhores do Brasil em 2019, algo fruto de seu trabalho e que o motiva cada vez mais a ajudar sua família, como o próprio conta.

Na primeira colocação de nosso top 10, o jogador vê Vinícius "v$m" Moreira como principal aspirante ao prêmio individual, mas também ressalta o bom ano de Rodrigo "biguzera" Bittencourt, que se sobressaiu nas conquistas coletivas.

Para 2020, o jogador ainda espera ver mais de Arthur "f4stzin" Schmitt, com quem atuou junto na Vivo Keyd na última temporada. Atenção especial ao jogador de 21 anos que é a aposta de SHOOWTiME para o ano que se inicia.

Veja a lista completa dos melhores atuando no Brasil em 2019.

Saiba Mais Sobre

Notícias Relacionadas