DRAFT5

Os melhores no Brasil em 2018 (8) – 1962: O destaque argentino

Na 8ª colocação de nossa lista dos melhores de 2018, o argentino que viu no pai motivação de seguir em frente

por Lucas Spricigo / 05 de Jan de 2019 - 19:14 / Capa: Draft5
A carreira de Gabriel "1962" Sinopoli não se desprende de sua história pessoal. O argentino de 23 anos teve um crescimento estrondoso durante o ano de 2018, figurando entre os melhores jogadores atuando em território brasileiro, mas a temporada de numeritos não tem apenas relação com o ano de 2018, mas também com o de 2014 e de 1962.

Gabriel nasceu na região metropolitana de Buenos Aires e, como uma boa parte dos jogadores, se aproximou dos games por conta de seu irmão mais velho, que costumava visitar cybercafés da região. Porém, do “ser apresentado aos jogos”, até ser um profissional de Counter Strike, levou um bom tempo não atuando no cenário competitivo, mas Gabriel nunca ficou verdadeiramente longe do cenário, sempre estando em contato com o jogo.

Arte: Draft5


Em 2014 numeritos perderia seu pai vitimado de um câncer. Ao mesmo tempo que engatilhava sua carreira, o jogador pensou no peso de levar seu pai junto de seu nome, usando como nick o ano de nascimento de seu progenitor, 1962.

Eu sempre tento encontrar forças nos eventos que aconteceram em minha vida”, afirmou 1962.

A carreira de numeritos começou em 2016, mais especificamente em março, atuando pela Magnum Monsters, sendo sua primeira equipe realmente competitiva, não conseguiram nenhum resultado apresentável, mas serviu para alguns se mostrarem à Furious Gaming, organização rival da sua atual casa, Isurus.

1962 durante a GC Masters - São Paulo | Foto: Rafael Veiga/Draft5


Em sua primeira experiência presencial no cenário profissional, na Gigabyte Top League em Rosário, 1962 saiu com o título da competição, batendo os então favoritos da Não Tenemos Nada. Na disputa, o jogador encerrou sua participação com 1.30 de rating, sendo um dos destaques.

A primeira passagem do jogador pela la cavalera juntou pela primeira vez o “trio de ferro” dos argentinos, ele junto de Nicolás "Noktse" Dávila e Roberto "reversive" Themtham.

Pouco menos de três meses após ser anunciado na Furious, a equipe de 1962 abriria mão do apoio da organização, jogando sob a tag Wild Ineters. Até tal ponto, a equipe argentina não aparecia com tanta abrangência, já que outros ídolos nacionais garimpavam seu lugar no cenário internacional, comandados por Jonathan "JonY BoY" Muñoz.

Cerca de um mês fora da Furious a Isurus apostou pela primeira vez na equipe de numeritos, mas não foi uma passagem prolongada novamente. A saída da Isurus rendeu a separação de Noktse, mas o jogador ainda permanecia com seu grande amigo reversive pulando de galho em galho até que em maio de 2017 voltaram à Furious. A segunda passagem pela cavalera marcou curiosamente a carreira do jogador, que virou companheiro de três brasileiros, incluindo Alexandre "xand" Zizi e o coach, agora analista, Giovanni “gio” Deniz.

A mescla de português com espanhol não daria muito certo, cerca de três meses depois surgiria a grande oportunidade na vida de 1962 que vislumbrou um verdadeiro american dream.

Experiência de 1962 na América do Norte trouxe um jogador moldado para o 2018 no Brasil | Foto: Felipe Guerra/Gamers Club


Neste momento, o cenário argentino ganhava um boom com o projeto da Miami Flamingos em território norte-americano, com JonY BoY levando seus companheiros de time a disputas internacionais nas ligas menores na parte norte do continente. A Miami Flamingos cruzaria o caminho de numeritos em agosto daquele ano, recrutando ele e reversive num combinado de três argentinos, um chileno e um peruano. Enquanto isso, a antiga Miami Flamingos rumava à Gale Force, onde tinha promessas de melhores condições de salário.

Cerca de quatro meses após a ida aos Estados Unidos, numeritos se separaria do companheiro reversive e pela segunda vez abraçaria a oportunidade junto à Isurus, em janeiro de 2018. Seguindo caminho oposto, reversive acabaria novamente junto de Gabi em maio deste ano, após passagem pela Coscu Army.

Equipe da Isurus de boa parte do ano se formou em maio | Foto: Rafael Veiga/Draft5


2018 ARGENTINO COM SAMBA E RESULTADOS

O 2018 de Gabi trouxe o projeto da Isurus de uma casa no Brasil, onde os jogadores poderiam se dedicar completamente ao jogo e não ter problemas com ping para a grande maioria dos torneios.

A Isurus iniciou o ano de 2018 com o título da Liga Pro em fevereiro, após um quarto lugar no mês anterior. Os argentinos tiveram uma sequência apagada, até a entrada já comentada de reversive em maio. Em junho caíram nas semis em dois grandes torneios, a Liga Pro daquele mês e a ESL Brasil Premier League Season 5.

Outro grande resultado da época foi o vice na vigésima oitava temporada da ESEA Open, perdendo para a Virtue na grande final. Porém, o melhor dos argentinos ainda estava reservado para a reta final do ano, com a classificação para a Gamers Club Masters, vice na GG.BET Summer além dos títulos da Logitech G Challenge e ESL Brasil Premier League Season 6.

1962 e a Isurus amargaram uma série de vices em 2018| Foto: Lucas Spricigo/Draft5


O melhor ainda ficaria com a grande final da LA League Season 2, onde bateram na trave, perdendo para a Sharks na decisiva. Outro vice veio na GAMECON Open em Brasília, caindo diante da Wild. A vaga garantida na WESG 2018 (que acontecerá em 2019) foi um dos pontos altos do ano argentino.

Durante toda a temporada, 1962 disputou cerca de 213 mapas oficiais somando um rating de 1.11 além de um dano médio de mais de 78. O jogador foi MVP de dois importantes torneios, a parte online da GAMECON, além das finais presenciais da Logitech G Challenge, que aconteceram durante a Brasil Game Show em São Paulo. Numeritos foi destaque também nos títulos, desde o primeiro, a Liga Pro de fevereiro. Além de ter se mostrado bem nos vices, como na ESEA Open S28.

1962 é um jogador bastante versátil, mesmo atuando apenas com o rifle em mãos. Durante a temporada 2018, o argentino se apresentou muito bem fazendo a linha de frente como entry fragger em boa parte das atuações, mas também exerceu a função de trader. De CT tenta manter uma posição mais tranquila, em alguns mapas até ancorando os bombsites, além disso tudo é um dos melhores pistoleiros em atividade hoje na América do Sul, acumulando no saldo geral 18% das eliminações vindas desse estilo de armamento.


A mira aguçada aliada a várias possibilidades de funções, faz 1962 ter uma base de estatísticas bastante completa. Um percentual de tiros na cabeça que ultrapassou os 52% durante o ano, além de ter vencido 37 situações de 1v1, sendo o quarto da lista no quesito. Na sua principal função, de eliminação na abertura das rodadas, numeritos mantém um rating de 1.07, em mais de 74% das ocasiões em que o jogador pegou a primeira eliminação, a Isurus venceu a rodada.

Arte: Draft5 | Estatísticas: HLTV


1962 teve um ótimo desempenho mesmo numa equipe que teve de se reformular com as mudanças, a projeção para 2019 é semelhante, com as recentes entradas de Ignacio "meyern" Meyer e Maximiliano "maxujas" Gonzalez.

O jogador comentou da esperança de estar entre os cinco primeiros de nossa lista, mas entende que o cenário é repleto de ótimos jogadores com uma carreira bem mais alongada e que é muito difícil de prospectar qualquer posição.

Concluindo, 1962 tem números expressivos, mesmo sendo um jogador que não posssui tanto tempo de carreira. Numeritos mostra que se pode fazer muito num pequeno período, sempre aliando os desafios da vida pessoal, com motivação na carreira profissional. Ninguém duvida que o argentino pode alçar vôos ainda maiores.
Continua depois do anúncio