Notícias, horários e resultados do IEM Rio Major 2022 em nosso hub exclusivo
Clique aqui

Os melhores jogadores da Gamers Club Masters V

Pela segunda vez, BOOM tem todos os seus jogadores na lista dos melhores de uma competição

por Lucas Benvegnú / 03 de Ago de 2020 - 14:53 / Capa: Arte/DRAFT5
Teve fim na noite do último domingo (2) a quinta edição da Gamers Club Masters. Contando com oito equipes na disputa, a competição culminou com a então bicampeã paiN enfrentando a sensação do momento BOOM, sendo que esta última acabou confirmando seu favoritismo e sagrando-se campeã do torneio de R$60 mil. Separamos os melhores jogadores do campeonato, os quais você confere abaixo: MVP DRAFT5 - GAMERS CLUB MASTERS V João "felps" Vasconcellos Inegavelmente o melhor jogador em atuação no cenário sul-americano na atualidade, felps mais uma vez sobrou, esbanjando toda sua categoria e habilidade. Ao longo do torneio, foram nove mapas disputados, que lhe renderam sonoros 1.36 de rating 2.0, 92.2 de ADR e 81.9% de KAST.
felps segue se mostrando dominante desde seu retorno ao Brasil| Foto: Arte/DRAFT5
O jogador que acumula vasta experiência internacional, tendo passado por equipes como Immortals, SK e MIBR assegura seu segundo prêmio de MVP DRAFT5 no ano, mostrando grande consistência, fato respaldado por suas atuações no Major brasileiro: 77.8% de mapas com +1 de rating. No embate decisivo, felps emplacou 1.38 de rating 2.0, além de 97.3 de ADR, sendo de longe o melhor da BOOM na finalíssima. EVPs DRAFT5 - GAMERS CLUB MASTERS V  Rafael "saffee" Costa Nem mesmo o amargo gosto do vice-campeonato foi capaz de apagar a esplêndida campanha de saffee na competição. Em seu primeiro campeonato junto à paiN, o jogador mostrou uma adaptação sobre-humana. Seus 1.36 de rating 2.0 igualam-o ao MVP felps. Entretanto, o AWPer conseguiu ter mais impacto, ostentando 1.46.

Fazendo jus ao nickname, o atleta de 25 anos matou com muita segurança: 0.61 de DPR contra 0.87 de KPR. Em destaque, a atuação contra a freguês W7M na semifinal: sonoros 1.47 de rating 2.0, 97 de ADR e 89.1% de KAST.  Filipe "pancc" Martins Sempre com exibições que enchem os olhos dos espectadores, pancc segue provando que é um dos melhores do Brasil. Apesar de ter disputado apenas quatro mapas ao longo da competição, o jogador acumulou 1.33 de rating 2.0, tendo o impacto mais alto da competição: 1.55. Além do ADR de 93.6, destaque também para a participação nos rounds: 77.1%.

 Gustavo "yel" Knittel Mesmo com o peso da função de In-Game Leader, o baiano teve impacto altíssimo nas grandes performances da BOOM. O AWPer disputou nove mapas, sendo que em apenas um ficou com rating 2.0 negativo. No geral, 1.29 de rating 2.0, 1.25 de taxa de impacto e, em destaque, 0.51 de DPR, o que demonstra a segurança no jogo do capitão.  Bruno "shz" Martinelli Para muitos um jogador subestimado, shz provou seu valor na disputa do Major brasileiro. O jogador teve algumas das exibições mais sólidas da competição, sendo o grande nome nas vitórias sobre Asterius, Vivo Keyd e RED Canids. Numericamente falando, 1.26 de rating 2.0, 1.19 de taxa de impacto, 82.2 de ADR e 0.55 de DPR, além de um highlight no primeiro mapa da decisão.

 Ricardo "boltz" Prass O peaky blinder também foi um dos mais consistentes da disputa, sendo mais um que não terminou mapas com rating no vermelho. Rating 2.0 de 1.24, aliado ao ADR de 89.3 e ao DPR de 0.54. Implacável, o jogador que acumula passagens por Luminosity, MIBR, SK e Immortals mostrou que ainda tem muita lenha para queimar - e também, que spray bom, é na Gamers Club.

 Marcelo "chelo" Cespedes Mais um que esbanja experiência fora do continente, chelo fecha a lista de melhores jogadores da disputa. O quinto elemento da BOOM ostentou 1.22 de rating 2.0, juntamente com a taxa de impacto de 1.17 e o DPR de 0.54, números que o concederam um espaço mais do que merecido na seleção de destaques da competição.
Continua depois do anúncio

Saiba Mais Sobre

Notícias Mais Populares

Nenhuma notícia encontrada