Notícias, horários e resultados do IEM Rio Major 2022 em nosso hub exclusivo
Clique aqui

Manager da Complexity comenta momento da equipe: "podemos competir contra os melhores"

messioso também fala sobre a adição de hallzerk, performances de Grim e mais

por Lucas Gerardi / 06 de Out de 2022 - 00:30 / Capa: Foto: Adela Sznajder/ESL

Disputando a ESL Pro League S16 na última semana, a Complexity colocou-se frente a frente contra grandes equipes e mostrou um desempenho diferente daquele apresentado nos primeiros seis meses do ano. Graham “messioso” Pitt, general manager da equipe, comentou sobre como o campeonato preparou a equipe para o RMR das Américas, além da adição de Håkon "hallzerk" Fjærli e o desempenho de Michael "Grim" Wince.

"Acho que a maior coisa que aprendemos, ou melhor, confirmamos, é que podemos competir contra os melhores do mundo. Sempre pensamos que tínhamos a capacidade, mas claramente não conseguíamos fazer as coisas funcionarem. Acho que isso se tornou uma espécie de bloqueio mental no final", observa.

Batendo de frente e dando trabalho para grandes times do cenário internacional, a Complexity está na busca de colocar seu nome no topo. Com novas adições ao elenco, a equipe tem nutrido resultados melhores do que aqueles alcançados no começo do ano, além de mostrar-se mais promissora.

Dessa forma, messioso comentou sobre os haters e como o desempenho recente da equipe contribui para "calá-los".

"Acho que estamos sim. Ainda leio vários comentários sugerindo que tivemos sorte e que outras equipes estão apenas falhando contra nós, o que acho que subestima muito o quão bem estamos jogando. Das minhas conversas com alguns dos jogadores e treinadores das equipes que enfrentamos ou apenas observando as equipes, eles genuinamente elogiaram o quanto melhoramos e parecemos sólidos", comentou.

Foto: Adela Sznajder/ESLFoto: Adela Sznajder/ESL

Em uma busca de colher resultados melhores do que aqueles do primeiro semestre, a equipe trouxe os reforços de hallzerk. O AWPer dinamarquês chegou à equipe para substituir Paytyn "junior" Johnson.

Chegada de hallzerk e boas performances de Grim

Chegando a eventos importantes com "um livro de estratégias bem básico", a Complexity não teve muito tempo para integrar o jogador completamente à equipe antes de começar a jogar contra os melhores. Foi um bootcamp de duas semanas em Oslo que fez com que as engrenagens começassem a rodar da forma certa.

Continua depois do anúncio

"O hallzerk é super talentoso e aprende rápido, então, no geral, foi muito fácil colocá-lo em nosso sistema. Nós só precisávamos de um pouco de tempo inicialmente para refinar tudo. Obviamente, não tivemos muito tempo antes de pular direto para as eliminatórias do RMR NA e depois voar direto para o BLAST", conta.

"Ele também trouxe uma nova dinâmica para nós com suas capacidades agressivas, além de poder reverter muitas das mudanças de papel que outros jogadores fizeram na temporada passada, enquanto tentávamos encontrar uma maneira de acomodar melhor o junior. Então muitos jogadores trocaram de volta à suas funções preferidas nesta temporada", complementa.

Foto: Adela Sznajder/ESLFoto: Adela Sznajder/ESL

Além da chegada de hallzerk para deixar a equipe mais confortável, Grim também tem tido ótimas atuações dentro dos servidores para empurrar a equipe. Questionado sobre o quão perto o jogador está de se firmar como o melhor jogador do NA, messioso mostra-se cauteloso.

"Eu não acho que ele possa realmente ser considerado o melhor jogador do NA até que estejamos lá em cima disputando títulos, mas seu nível individual agora é insano. E todo o crédito para ele, ele estava trabalhando como um louco nas últimas semanas, então seu nível individual recente é inteiramente devido ao trabalho duro que ele vem realizando", comenta sobre o atleta.