DRAFT5

Jogador forja a própria morte para ser desbanido no CS:GO

Após mentira ser descoberta, jogador falou que assinou com equipe profissional de VALORANT

por Filipe Carbone / 07 de Jul de 2020 - 11:39 / Capa: Reprodução
Um jogador de Counter-Strike: Global Offensive conhecido como Meho forjou a própria morte para ser desbanido da ESEA. Após a mentira ser descoberta, o  jogador apareceu nas redes sociais e confirmou que tudo havia sido uma armação e que era pra ser "um meme".

A história começou no dia 15 de junho, quando dois amigos de Meho foram até as redes sociais para lamentar a morte do amigo em um acidente de carro. Na época, um dos responsáveis pelo suporte da ESEA, Zyrus chegou a lamentar a morte do jogador no Twitter.

"Eu falei com Miho há quatro horas, isso é incrivelmente triste de ouvir. Outra alma perdida da nossa comunidade. Isso realmente mostra quão frágeis nossas vidas podem ser. Minhas condolências são para a família e os amigos dele. Descanse em paz", disse.

 



No entanto, Ryan "Ryan" Friend, responsável pelo site Rush B, publicou dois dias depois que Meho estava "vivo e jogando na ESEA", o que fica provado no próprio perfil do jogador, que segue banido até a próxima terça-feira (13) por ofensa.

Apesar de ter apagado a maioria das publicações recentes, Meho chegou a publicar nas redes sociais que estava se despedindo do Counter-Strike: Global Offensive e que havia assinado com um time profissional de VALORANT, além de revelar que não se passou de uma brincadeira: "Foi um meme que eu e meus amigos inventamos sem razão alguma".

Meho falou que jogaria VALORANT por uma equipe profissional | Foto: Reprodução/Twitter
Continua depois do anúncio