Notícias, horários e resultados do IEM Rio Major 2022 em nosso hub exclusivo
Clique aqui

FURIA e paiN não contarão com guerri e elllll no Major por conta de punições ligadas ao "bug do coach"

Treinadores ainda têm penalidades da Valve a cumprir

por Gabriel Melo / 08 de Out de 2021 - 14:40 / Capa: Divulgação/ESL

O escândalo que ficou conhecido como "bug do coach" continua assombrando FURIA e paiN Gaming. Classificadas para o PGL Stockholm Major 2021, as equipes brasileiras não poderão contar com os treinadores Nicholas "⁠guerri⁠" Nogueira e Bruno "⁠ellllll⁠" Ono durante as partidas, por conta das punições que receberam à época por Esports Integrity Comission (ESIC) e Valve. O problema foi relembrado pelo jornalista Roque Marques Neto, nessa quinta-feira (7).

guerri e ellll foram alguns dos mais de 30 treinadores punidos na investigação promovida pela entidade para apurar quais profissionais abusaram do bug presente modo espectador do Counter-Strike. A ESIC, na época, aplicou punições que variaram de 3 a 36 meses, com o comandante da FURIA recebendo sanção de quatro meses por dois casos encontrados e o da paiN de dez meses por três casos.

Tal investigação e punição aplicada pela ESIC foi utilizada pela Valve nas penalidades dadas pela própria empresa, que utilizou os "deméritos" contabilizados pela comissão como base. Na época, a sanção aplicada a guerri foi de cinco Majors fora, reduzida para três, enquanto a de ellllll foi em todos.

Os deméritos, para quem não se recorda, foi uma "fórmula" feita pela ESIC baseada na frequência do abuso do bug e duração do abuso. guerri recebeu cinco pontos de deméritos e ellllll, seis pontos - veja a tabela completa clicando aqui.

O banimento de guerri aplicado pela ESIC chegou ao fim em janeiro deste ano e o de elllll em julho, semanas antes do escândalo completar um ano. Contudo, as sanções dadas pela Valve seguem em vigor, conforme informou a própria empresa no início de 2021, quando deu uma atualização sobre o circuito de torneios que distribuem pontos para o Regional Major Ranking (RMR).

Continua depois do anúncio

No último RMR válido pelo Major de Estocolmo, inclusive, a FURIA inscreveu Marcos "tacitus" Castilho como treinador. A equipe se classificou para o torneio apoiado pela Valve com status Legends após terminar a IEM Fall North America com a melhor campanha do Grupo B. Já a paiN ficou em segundo no Grupo A, assegurando assim os pontos necessários para disputar o "mundial" da modalidade.

Saiba Mais Sobre

Notícias Mais Populares

Nenhuma notícia encontrada