FURIA é alvo de críticas dos analistas gringos: "Precisa jogar um CS normal"

YNk também mostrou insatisfação por algumas decisões da equipe em certos rounds

por Pietro Santiago / 28 de Set de 2022 - 16:30 / Capa: Stephanie Lindgren/PGL

A FURIA foi eliminada da ESL Pro League Season 16 nesta quarta-feira (28) e a mesa de análise da transmissão oficial não poupou críticas ao time brasileiro. Os ex-treinadores e agora analistas, Aleksandar "kassad" Trifunović e Janko "YNk" Paunović, não gostaram do que viram no confronto das oitavas de final e acreditam que o time brasileiro precisa modificar o estilo de jogo.

"Eu desisti da FURIA há muito tempo. Eles ainda podem chegar ao Major, causar um certo dano, principalmente por ser em casa, uma motivação extra e tudo mais, mas esse time precisa jogar um CS normal, senão será sempre uma equipe (com status) de desafiante."

YNk também levou duas jogadas da FURIA durante o último mapa (Inferno) da série contra a Outsiders para a transmissão. No caso, a equipe brasileira estava com AK47 herói, mas YNk criticou o fato dos jogadores tentarem resolver sem o apoio de granadas e até de entrarem na frente do que os companheiros com pistolas.

"Olhe de novo, ele (arT) tem uma AK47, tem $100 no banco, forçou tudo, mas os companheiros estão em round econômico e essa é a forma que você morre (rushando banana). No próximo round, você tem uma MAC-10, o que é isso?"

Continua depois do anúncio

A FURIA não terá muito tempo para treinos, porque a equipe já viaja à Suécia nos próximos dias para a disputa do RMR das Américas, que distribuirá seis vagas para o IEM Rio Major 2022. Para não perder nenhum detalhe da cobertura, acesse a página do torneio na DRAFT5.