DRAFT5

Em meio às turbulências vividas pela Evil Geniuses, CeRq reconhece: "Não estou jogando bem"

Búlgaro falou à pley.gg sobre o conturbado 2021 pelo qual ele sua equipe vêm passando

por Lucas Benvegnú / 02 de out de 2021 - 14:01 / Capa: HLTV.org

2021 certamente tem sido um ano para a Evil Geniuses esquecer. Sem conseguir replicar a forma que lhe colocou no topo do ranking mundial em momentos distintos entre os anos de 2019 e 2020, a equipe é atualmente a #40 na tabela, vivenciando o pior momento de sua história.

"É horrível. Jamais estive nessa situação. É difícil, mas vai passar", disse o AWPer Tsvetelin "CeRq" Dimitrov em entrevista ao portal pley.gg. "Eu não estou jogando bem e isso não tem nada a ver com o coletivo. O problema é comigo, creio que seja 100% minha culpa. Estou tentando corrigir isso", garante.

Sofrendo com duas baixas ao longo do primeiro semestre do ano, as quais resultaram nas saídas dos veteranos de casa Ethan "Ethan" Arnold e Tarik "tarik" Celik, a formação majoritariamente norte-americana teve de se adaptar à adversidade para tentar sobreviver.

"Nos distanciamos um pouco do meu estilo e eu me torneio um AWPer que busca mais o suporte, o que não é minha característica de origem. Estou tentando descobrir como reverter isso e ter uma estrutura melhor ao meu redor no começo dos rounds. Estou tentando ser mais agressivo", conta o búlgaro.

Turbulento é um excelente adjetivo para definir o 2021 da Evil Geniuses | Foto: HLTV.orgTurbulento é um excelente adjetivo para definir o 2021 da Evil Geniuses | Foto: HLTV.org

E como se não bastassem as duas perdas em definitivo, a equipe viu Peter "stanislaw" Jarguz e Vincent "Brehze" Cayonte ficando de fora de alguns de seus compromissos após o recesso na temporada, sendo forçada a utilizar completes na ESL Pro League S14 e na BLAST Premier: Fall Groups 2021.

"É difícil manter a motivação. Me aborrece muito jogar mais um torneio sem nossa escalação titular, mas isso aconteceu por razões pessoais as quais todos nós compreendemos", lamenta. "Demos a eles (stanislaw e Brehze) o tempo necessário, e agora eles voltaram", celebra.

Continua depois do anúncio

"A BLAST Premier: Fall Groups 2021 foi um torneio divertido para nós. O treinador disse que não tínhamos nenhuma pressão por estarmos com dois completes. Não ficamos zangados um com os outros e utilizamos isso como um treino para o núcleo do time", afirma.

Apesar dos percalços, CeRq tenta tirar algo de bom dos infortúnios vivenciados por ele e sua equipe ao longo do tortuoso 2021. Ele, aliás, garante que a equipe segue unida em prol de seus objetivos, destacando o bom ambiente vivenciado pelo time em bootcamp no México.

"Agora estamos juntos outra vez e posso afirmar que o ambiente não está ruim como as pessoas pensam. Todos estão empolgados para jogarem outra vez. Queremos voltar ao lugar que pertencemos. O ambiente está melhor do que nunca, e espero que continue assim", finaliza.

Com o Major de Estocolmo na mira, CeRq e seus companheiros voltarão à ação na próxima terça-feira (5), quando a Evil Geniuses encara a brasileira 00Nation na rodada inaugural da divisão norte-americana da IEM Fall 2021, última oportunidade da equipe carimbar o passaporte rumo à Suécia.