DRAFT5

Device fala sobre mudanças na Astralis e prevê quinteto "original" no Major

AWPer da Astralis revelou que saída de Xyp9x pegou jogadores de surpresa e deixou time "desconcertado"

Device fala sobre mudanças na Astralis e prevê quinteto "original" no MajorFoto por: HLTV.org
A Astralis tem tido um começo de temporada atípico desde que eles assumiram o posto de melhor equipe do mundo – e uma das melhores da história do Counter-Strike: Global Offensive. Além da mudança na lineup com a ausência temporária de Lukas "gla1ve" EgholmAndreas "Xyp9x" Højsleth, o time dinamarquês também vem colecionando decepções nos torneios que disputou até aqui.

No entanto, o período de mudanças e adaptações na Astralis parece estar perto de ter um fim. Pelo menos essa é a expectativa de Nicolai "device" Reedtz que, em entrevista exclusiva à DRAFT5, revelou que o quinteto "original" já possui uma data para voltar a atuar junto.

Recentemente, o AWPer dinamarquês havia revelado em um podcast que o retorno do IGL do time estava previsto para agosto, mas havia deixado no ar a data de retorno do clutch master dinamarquês, pelo menos até agora.

Device prevê retorno do quinteto original no Major do Rio | Foto: Divulgação/ESL


"Lukas retornará em agosto e acho que você verá os cinco jogadores 'originais' no Major", disse device. "Mas, se JuGi e Patrick (es3tag) se mostrarem melhores, eles jogarão. E isso significa que seremos melhores como equipe".

Outro ponto destacado por device em relação aos companheiros de time que se ausentaram foi a surpresa com o afastamento de Xyp9x. De acordo com ele, apenas a mudanças de gla1ve era prevista, fazendo o time ficar surpreso com a decisão do dinamarquês.

"Nós sabíamos há muito tempo que Lukas precisaria de uma pausa. E foi cronometrado para que Emil pudesse assumir o papel de IGL e se acostumar com ele antes da partida de gla1ve. Com Andreas foi um pouco diferente e nos deixou um pouco desconcertados", disse o AWPer, mas sem entrar em detalhes.

SETE JOGADORES E NENHUMA MUDANÇA


Definitivamente a Astralis não é um time que está acostumado com trocas de jogador. Apesar de inovar com a contratação de Jakob "JUGi" Hansen e Patrick "es3tag" Hansen, a última mudança na equipe dinamarquesa aconteceu em 2018, quando Emil "Magisk" Hoffman chegou à equipe.

Mas, apesar de parecer uma mudança abrupta para a maioria do cenário, device fala sobre como isso está sob controle da Astralis, que não considera a adição de dois novos players como uma mudança.

"Não mudamos dois jogadores, mas adicionamos dois à lista. É algo com o qual devemos nos acostumas e tenho certeza de que outras equipes nos olham para ver como as coisas acontecem. Alguns esperam que falhemos, outros podem se inspirar".

Equipe está junta desde 2018, com entrada de Magisk | Foto: HLTV.org


No entanto, o AWPer assume que a adaptação pode levar algum tempo e é preciso ser honesto com este tipo de situação. "Temos que ser honestos e dizer que novos jogadores significa que precisamos mudar as coisas. E isso pode levar algum tempo. Não esperamos que isso seja perfeito desde o primeiro dia, mas faremos o possível".

ACOSTUMADOS COM MUDANÇAS


Apesar de parecer ir de encontro ao que o AWPer havia dito, ele aponta que a Astralis, ao contrário do que muitos pensam, sempre esteve acostumada à mudanças. Ele explica que para o time chegar ao topo do mundo passou (e passa) por diversas adaptações, seja na forma como o time treina ou joga.

"Sempre tivemos mudanças em andamento. Desenvolvemos constantemente a maneira como praticamos, a maneira como jogamos, a organização ao nosso redor e as instalações. Estamos sempre evoluindo, e se você não pode viver com isso, provavelmente não é Astralis".

Contudo, device confessa que essa é a maior pela qual o time da Dinamarca já passou e ele não sabe "como vai dar certo". Ainda assim, ele é otimista e afirma que "é assim toda vez que fazem algo novo" e o que importa é "seguir em frente".

"A mudança mais recente com uma lista maior de jogadores é, provavelmente, a maior que fizemos. Mas também é algo sobre o qual falamos há muito tempo. Sinceramente, não sei como vai dar certo, mas é assim toda vez que fazemos algo novo. Seguimos em frente, erguemos a cabeça e eu mal posso esperar para jogar com todos que estão aqui".

ESTRATÉGIA PARA O MAJOR


Além de anunciar dois novos jogadores, a Astralis também surpreendeu ao optar por não participar da cs_summit 6 da Europa, que servirá como segunda etapa classificatória para o ESL One Rio Major 2020.

Mesmo parecendo uma decisão ousada, device falou sobre a estratégia adotada pela Astralis, que fez essa opção para fugir do sistema de penalidades. "Perderíamos 40% dos nossos pontos e, se voltarmos à configuração original para o próximo torneio, perderíamos 40% novamente", disse o AWPer.

Saída de Xyp9x pegou grupo de surpresa | Foto: HLTV.org


Por isso, os jogadores optaram pela ausência na cs_summit e afirmou que "não faria absolutamente nenhum sentido jogar este torneio". Com 2,4 mil pontos e líder no ranking RMR da Europa, a Astralis segue na zona de classificação mesmo com um evento a menos para somar pontos.

A clara vantagem em relação aos outros times deixa device confortável, que afirma "não ter medo de não se classificar". Em seguida, ele explica que "se tivéssemos jogado este torneio teríamos tornado ainda mais difícil para nós mesmos e colocado mais pressão e estresse nos jogadores".

Por fim, o AWPer dinamarquês avisa que "certamente espera ir para o Brasil e ver todos os vão brasileiros no Rio". "Eles são incríveis", disse o jogador.
Gamers Club
Faça parte da maior comunidade de CS:GO da América Latina. Na Gamers Club você pode jogar campeonatos, aprender com jogadores profissionais e iniciar sua carreira no cenário competitivo. E ainda pode jogar com seus amigos apenas por diversão. Venha viver o game.
Conheça a Gamers Club

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Saiba Mais Sobre

Notícias Relacionadas