DRAFT5

Desbancando Severe na decisão, Havan Liberty se torna tetracampeã da Liga Dell

Equipe liderada por drg venceu todas as edições da competição desde que começaram a disputar o Circuito Dell!

por Gabriel Melo / 06 de dez de 2020 - 23:03 / Capa: Divulgação / Havan Liberty
A edição de dezembro da Liga Dell é mais uma que terminou com a Havan Liberty subindo no degrau mais alto do pódio. A equipe conquistou a competição neste domingo (6) após vitória sobre a Severe Esports na grande final por 2 a 0.

A equipe liderada por Rodrigo "drg" Ausenka começou a fazer parte da elite do Circuito Dell em setembro e, deste então, venceu todos os torneios. Naquele mês, conquistou o título sobre a SWS Gaming, enquanto em outubro foi campeã pra cima da Paquetá Esports e, em novembro, chegou ao tricampeonato após derrotar Royal Republic.

A Havan Liberty foi avassaladora do início ao fim na Liga Dell de dezembro. A estreia foi contra a SWS pelo Grupo A, com vitória por 2 a 0. Pela mesma chave, o time ainda venceu Severe e Jaguares Impetus pelo mesmo placar.

Já no mata-mata, a primeira vítima foi o River Plate, também por 2 a 0, enquanto na semifinal o time bateu a Paqueta por 2 a 1, de virada, em uma eletrizante série MD3, com direito a prorrogação no segundo mapa, Inferno, que terminou em 19 a 17 para o time de drg.

COMO FOI A SÉRIE



  • 16 a 12 para Havan Liberty na Dust 2


Dust 2 foi o mapa que abriu o duelo entre Severe e Havan, que começou melhor. Mas no decorrer da metade inicial, o time de Gerson "netim" Neto conseguiu arrumar os ataques e, com isso, virar para o lado CT ganhando de 9 a 6.

A Severe até conseguiu abrir para 12 a 6 ao vencer o pistol e os dois round subsequentes. A equipe, contudo, não teve força para se manter na liderança e viu a defesa montada desmoronar a cada ataque da Havan, que conseguiu retomar a liderança da partida e sacramentar a vitória por 16 a 12.


  • 16 a 2 para Havan na Inferno


A série seguiu para a Inferno e nesse mapa a Severe não teve chance contra a Havan, que mais uma vez iniciou com um lado CT avassalador e, com ele, fez incríveis 14 a 1 na primeira metade.

É bem verdade que netim e companhia venceram o pistol do half final, mas foi apenas isto. A Havan não deixou a adversária acordar e, com mais dois pontos, conseguiu fechar o jogo em 16 a 2.
Continua depois do anúncio