DRAFT5

Bruninho fala sobre mudanças na Meta Gaming para o CBCS e cita "imprevisibilidade" do novo elenco

Equipe chega totalmente reformulada se comparada com a última que participou do Elite League 1

por Filipe Carbone / 20 de jul de 2021 - 20:30 / Capa: Arte/DRAFT5

Equipe que ficou entre àqueles que avançaram para os playoffs do CBCS Elite League 1, a Meta Gaming chega na nova temporada da competição com três peças diferentes daquele que fez uma boa campanha na edição anterior. Do grupo, apenas Ignacio "elemeNt" Lagos e Nabil "nbl" Aleua seguem no time.

Entre as mudanças, está a adição dos brasileiros Bruno "bruninho" Rodrigues e Willian "lin" Soares, que chegaram para auxiliar no processo de remontagem do grupo. Em entrevista à DRAFT5 sobre como o time vai performar no evento, bruninho falou sobre como eles vão tentar utilizar a modificação das peças a favor da equipe durante o CBCS Elite League 2.

Arte/DRAFT5Arte/DRAFT5

"Por termos mudado dois jogadores, o time está em uma posição que é imprevisível para as outras equipes, pois nós andamos treinando diversos jeitos diferentes trocando funções e posições. Mas o plano continua o mesmo, treinamos e entraremos no jogo para fazer o nosso", disse o jogador para a DRAFT5.

A mudança de peças na equipe não fará com que o time tenha que treinar somente o estilo de jogo. Isso porque se antes a Meta Gaming contava apenas com jogadores que falavam espanhol, agora o time conta com atletas do Chile, Argentina e Brasil, fazendo uma salada mista de nacionalidades latinas.

Isso porque bruninho revelou que a adição de dois jogadores brasileiros na equipe fez com que o time formado por jogadores da América do Sul passasse a se comunicar em português. Antes, entretanto, a comunicação do time era em espanhol, mas agora os jogadores falarão a base do "portunhol" durante as partidas.

Continua depois do anúncio
Foto: Lucas Spricigo/DRAFT5Foto: Lucas Spricigo/DRAFT5

"À princípio, quando estava somente o lin (de brasileiro) na equipe a comunicação era em espanhol. Mas quando eu entrei nós decidimos em conjunto que seria melhor comunicarmos em português. A chave para isso não atrapalhar no jogo é treinar e viver bastante as situações para ficar mais fácil o entendimento".

Duelando contra equipes como MIBR, Sharks, Bravos e Paquetá, bruninho mostra saber que a Meta Gaming não carrega o favoritismo de ser o melhor time na segunda temporada do CBCS Elite League. Ainda assim, ele promete que a Meta Gaming vai fazer de tudo para surpreender os adversários e mostrar que eles podem chegar longe.

"Sabemos da nossa posição atual. Estamos com uma base totalmente diferente e testando bastante coisa. Acredito que estamos todos com a mentalidade de pegar experiência nesse CBCS Elite League, mas não vamos deixar barato também", finalizou.