DRAFT5

"A Valve viu que flusha cheatava em LAN, mas não admitiu", opina lenda do Natus Vincere

Publicação foi feita no VK, rede social russa

"A Valve viu que flusha cheatava em LAN, mas não admitiu", opina lenda do Natus VincereFoto por: Carlton Beener/ESL
Considerado uma lenda da Natus Vincere, Sergey "starix" Ischuk veio a público para comentar sobre as polêmicas que assombram o cenário de Counter Strike. O ucraniano foi campeão da Intel Extreme Masters IVESWC 2010 e diversos outros torneios enquanto atuava como jogador no 1.6. Já na mais recente versão do jogo, teve como melhor resultado o vice-campeonato da DreamHack Masters Malmö 2016 e só. Atualmente, depois de passagem pela 1WIN, se encontra sem clube.

Na publicação, starix relata que o glitch já está presente no Counter Strike desde 2016 e também questiona a integridade de Robin "flusha" Rönnquist, dizendo que acredita na possibilidade da Valve não ter admitido a trapaça do sueco para não manchar sua imagem, confira:

alt starix em publicação no VK (em russo)


''Hoje vamos falar sobre as grandes novidades, onde a ESL baniu três treinadores de seus campeonatos. Eu soube desse bug há quatro anos, como várias outras pessoas. Naquela época, estava mais focado no que os jogadores estavam fazendo e na minha transição. Agora, o treinador ficou responsável por passar as calls sobre rotações..."

Encontrar e utilizar bugs no jogo pode ser visto de duas maneiras distintas: por um lado, você usa os bugs que te dão alguma vantagem, por outro, apenas usa para ser o engraçadão e nada mais. E esse foi o caso com o 16 bits no 1.6. Um exemplo claro é a ESWC de 2004, onde Fin e Sally (não me lembro exatamente quem), matou a SK através da fumaça. Todos usavam e sabiam, até ser oficialmente banido pelos campeonatos''.

Continuando, starix chegou no fator flusha, que de acordo com ele, acredita que estava utilizando trapaças em LAN: ''Não quero nem tocar muito no assunto flusha, que na minha opinião, foi encontrado com cheats em LAN pela Valve, mas a mesma não quis admitir oficialmente, visto que ele conquistou dois Majors e isso acabaria com o jogo - e com ela mesmo. Não entendo a política da Valve, fazer intervalos diferentes, sendo que era a mesma coisa? Não faz sentido (risos)''.

Por fim, o ucrânio finaliza citando as punições de Nicolai "HUNDEN" Petersen e Aleksandr "MechanoGun" Bogatiryev, ressaltando que assim como os treinadores, os jogadores também deveriam ser punidos:

''Conhecendo ambos pessoalmente, sinto muito por eles. Você vai dizer que eles merecem punição, em parte, eles merecem sim. Mas não de um ano. Em geral, de fato várias pessoas usaram isso e ninguém sabe. E eu conheço esse bug desde 2016, então vamos assistir todos os jogos desde 2016 e banir todos que utilizaram desse glitch. Se HUNDEN e zoner usaram para fins próprios, então sim, merecem a punição.

Porém, e se usaram para a equipe? Ou seja, os jogadores ouviram as informações e tomaram decisões. Por que apenas os treinadores são banidos? Mais uma vez, a comunidade mostra sua indiferença com os treinadores''.

A publicação de starix foi feita no VK, uma rede social conhecida na Rússia.
Gamers Club
Faça parte da maior comunidade de CS:GO da América Latina. Na Gamers Club você pode jogar campeonatos, aprender com jogadores profissionais e iniciar sua carreira no cenário competitivo. E ainda pode jogar com seus amigos apenas por diversão. Venha viver o game.
Conheça a Gamers Club

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Notícias Relacionadas