DRAFT5
OneTap: O Counter-Strike não pede RG
Em um esporte tão peculiar como o CS:GO, a idade se torna apenas um número
por Lucas Benvegnú
1 de setembro de 2021Compartilhe:

Ele é muito novo, não tem idade para isso. Está velho, tem de aposentar. Frases bastante corriqueiras em qualquer esfera da sociedade, as quais são repetidas com ainda mais frequência no cenário mundial de Counter-Strike.

Parafraseando e o treinador argentino Eduardo "Chacho" Coudet: O Counter-Strike não pede RG. Dia após dia, vemos novos jogadores surgirem ao mesmo tempo em que lendas penduram seus mouses para correrem atrás de novos objetivos em sua vida pessoal ou profissional.

Para não dar espaço apenas aos que já consagraram seus nomes no mais alto nível do CS:GO, lembro de imediato do polonês Miłosz "mhL" Knasiak, do israelense Shahar "flameZ" Shushan ou o argentino Santino "try" Rigal, todos estes nascidos entre 2002 e 2004.

É seguro dizer: enquanto try engatinhava, f0rest já empilhava troféus | Foto: Reprodução/9zÉ seguro dizer: enquanto try engatinhava, f0rest já empilhava troféus | Foto: Reprodução/9z

Curioso é notar que, enquanto muitos destes prodígios da atualidade estavam nascendo, algumas lendas do FPS já estouravam cabeças mundo afora, como é o caso do veterano Patrik "f0rest" Lindberg, um dos melhores jogadores de todos os tempos que aos 33 anos vai esbanjando vitalidade junto da Dignitas.

Gabriel "FalleN" Toledo é outro destes pontos fora da curva. Aos 30 anos, o lendário AWPer não parece dar sinais de esgotamento enquanto capitão da Team Liquid, uma das maiores equipes da América do Norte e do mundo. Richard "shox" Papillon, já com seus 29 anos, é peça-chave para a manutenção da Vitality no top 10 do ranking mundial.

Continua depois do anúncio

Em um esporte onde o condicionamento físico é apenas um dos infinitos pilares que sustentam um atleta no mais alto nível, é fácil cravar: a idade é apenas um número.

Papai de segunda viagem, f0rest não dá sinais de que quer parar | Foto: Divulgação/DignitasPapai de segunda viagem, f0rest não dá sinais de que quer parar | Foto: Divulgação/Dignitas

f0rest, por sinal, já é pai de dois filhos. Apesar do sueco aparentemente ser capaz de conciliar a paternidade com o Counter-Strike, muitos atletas optam por apenas uma destas vertentes. Se um jogador opta por encerrar sua carreira aos 27 ou 28 anos, significa que seus objetivos mudaram, não que a idade chegou.

Ficou difícil se adaptar ao meta, a disposição para treinar, viajar e competir já não é mais a mesma, ou a ideia agora é desfrutar de uma vida pacata na casa de cerca branca com a família. Estes sim são fatores que definem o momento de parar. A idade não.

*as opiniões expressas nesse texto não refletem as opiniões das empresas DRAFT5 e Gamers Club
PUBLICADO POR:Lucas Benvegnú@LucasBenvegnu

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.